Prefeito de Nova Alvorada do Sul agride adversário político em sessão da Câmara

Arlei Barbosa diz que sofre perseguição de ex-servidor; “tem hora que o homem tem que defender sua honra”

Da Redação

Prefeito Arlei Barbosa disse que agrediu ex-servidor por sofrer perseguição de desafeto político. Foto: Reprodução

O prefeito de Nova Alvorada do Sul Arlei Barbosa (MDB) desferiu socos e chutes em um desafeto político durante a sessão da Câmara de Vereadores na manhã de ontem. Ex-servidor da prefeitura, Jackson Luiz Ojeda gravava a sessão de abertura do ano legislativo quando começou a confusão. Barbosa estava presente para a mensagem do Executivo aos vereadores. Ojeda foi preso.

De acordo com informações apuradas pela reportagem, Jackson começou a gravar com o celular no momento em que o prefeito chegou à sessão e continuou a gravação dentro do Legislativo, dirigindo palavras com críticas ao prefeito. Em determinado momento, Arlei Barbosa partiu para cima do desafeto para tentar tomar o celular.

Testemunhas afirmam que o prefeito desferiu um soco em Jackson. À reportagem, Arlei Barbosa confirma que partiu para cima de Jackson porque não aguentou mais tantos ataques.

“Eu e minha família devemos ter uns 15 boletins de ocorrência contra ele. Vem na minha casa, se esconde atrás de árvore para filmar minha casa, meus filhos têm medo dele. Onde eu vou ele fica me insultando, chamando de prefeito cara de pau”, afirmou Arlei Barbosa.

Jacskon Ojeda é conhecido na cidade por circular em uma bicicleta cargueira com um tronco de árvore com nariz de palhaço. “Ele fala para todo mundo que é o prefeito”, disse Barbosa.

Após a confusão na Câmara, o prefeito deixou a sessão e foi até a Delegacia de Polícia Civil para registrar boletim de ocorrência. No local, ele gravou vídeo postado nas redes sociais dando sua versão sobre o caso. “Tem hora que o homem tem que defender sua honra”, afirmou.

O prefeito disse que sofre “perseguição implacável” por parte do ex-servidor, a quem acusou de atacar sua honra, de seus secretários e até de sua família. “Nunca revidei, nunca fiz nada. Hoje ele começou a gritar da rua, falando que chegou o prefeito cara de pau, prefeito que não trabalha, ruim de serviço. Quando entrei, ele me seguiu. Eu virei e fui me defender”.

O delegado Rômulo Marcelo informou que o prefeito Arlei Barbosa registrou denúncia contra Jackson por injúria qualificada pelo exercício da função.

“Fomos à Câmara somente conduzi-lo para que assinasse o termo de compromisso de comparecimento no juizado e apresentar sua versão dos fatos, momento em que ele resistiu e desobedeceu à ordem legal. Agora será lavrado flagrante de injúria qualificada, desobediência e resistência”, afirmou o delegado. Rômulo Marcelo disse depois do flagrante iria definir o valor da fiança.