Banner São Bento

Parceria da Embrapa e empresa busca maior produtividade da cana-de-açúcar

compartilhe:

A produção de cana-de-açúcar em Mato Grosso do Sul foi de 49 milhões de toneladas, cultivados em 665,4 mil hectares de canaviais na safra 2017/18, resultando numa produção de açúcar correspondente a 1,66 milhão de toneladas e numa produção de etanol total estimada em 2,811 bilhões de litros.

 

Segundo dados da Biosul (Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul), o Estado é o quinto maior produtor de cana-de-açúcar do país e está se consolidando como um dos Estados brasileiros com vigorosa expansão da cultura.

O Mato Grosso do Sul possui um amplo potencial produtivo, com uma matriz de uso e ocupação do solo diversificada, em que se cultivam soja, milho, algodão, arroz, cana-de-açúcar, pastagens, eucalipto, seringueira, além de erva-mate, café, frutas e hortaliças.

Dada as diferentes características de clima, relevo, temperatura, umidade do ar, radiação, tipo de solo, e precipitação pluvial existentes no Estado, as pesquisas da Embrapa Agropecuária Oeste, localizada em Dourados, buscam fornecer respostas e soluções que possam contribuir com a melhoria da capacidade produtiva dos sistemas produtivos regionais. Uma atenção especial vem sendo dada pela Unidade aos estudos com cana-de-açúcar no Mato Grosso do Sul.

Por meio de parcerias com a Biosul, desenvolvimento de projetos de pesquisas com Usinas, capacitações, agrícolas, entre outros, a Unidade da Embrapa vem avançando em busca de resultados que possam agregar valor a esse importante setor produtivo.  Dentre as diversas iniciativas, destaca-se um experimento recém implantado numa área de seis hectares na Agrícola NovAmérica, em Caarapó, que pretende contribuir com respostas relacionadas a recuperação de solos arenosos, ocupados com pastagens degradadas, para implantação de lavouras de cana-de-açúcar.

“A equipe da Embrapa Agropecuária Oeste tem buscado atender as demandas do setor canavieiro do Estado e, para isso, estamos com trabalhos fortes com cana-de-açúcar sendo realizados, com bons projetos aprovados, parcerias importantes e experimentos implantados. Essa é uma das linhas de pesquisas prioritárias da Unidade”, destaca o Chefe Geral da Unidade, Guilherme Lafourcade Asmus.

EXPERIMENTO

O pesquisador responsável pela implantação do experimento na Agrícola NovAmérica, Carlos Hissao Kurihara, explica que na Unidade Experimental serão avaliados os aspectos fitotécnicos, de fertilidade do solo e da nutrição de plantas. “E como o próprio nome sugere, envolve várias avaliações multidisciplinares, tais como: microbiologia do solo, avaliação econômica, avaliação de balanço de energia e tudo isso é feito com apoio e acompanhamento dos técnicos da Agrícola.

Kurihara explica que foram implantados três sistemas distintos e que essa demanda surgiu em função do plano de expansão da Agrícola NovAmérica que pretende instalar canaviais em áreas com solos arenosos, classificados como ambientes restritivos.

 

Jeep

WHATSAPP DIÁRIO

Logo whatsapp Diario MS