• Início
  • Notícias
  • Juventude AG perde em Blumenau e não entra na zona de classificação

Partida no Ginásio do Sesi foi cheia de alternativas e belos gols

Juventude AG perde em Blumenau e não entra na zona de classificação

Por Rogério Vidmantas
Imagem: Sávio James/Blumenau Futsal
Time catarinense venceu por 4 a 2 e levou a melhor na disputa direta por lugar no G5
Ainda não foi desta vez que o Juventude AG entrou na zona de classificação para as oitavas de final da Liga Nacional de Futsal. Nesta segunda-feira (12), em jogo adiantado que valia disputa direta pela quinta posição, válido pela 13ª rodada, o time douradense enfrentou o Blumenau Futsal fora de casa e perdeu por 4 a 2. O resultado derrubou o JAG para sétima posição do Grupo B, ainda com sete pontos. O adversário foi à nove pontos e entrou no G5.
 
Na próxima quarta-feira (14), encerrando o giro pela Região Sul, o Juventude AG faz seu terceiro jogo, agora contra o líder Cascavel Futsal.
 
Gols
 
O Juventude AG começou melhor o jogo no Ginásio do Sesi e poderia ter aberto o placar em jogadas concluídas por Simi e Guilherme Salada. O Blumenau equilibrou e abriu o placar com oito minutos de bola rolando. Alan recuperou a bola, fez jogada individual pelo meio e bateu na saída de Bigode, 1 a 0. A vantagem deu tranquilidade ao time da casa, mas as chances de aumentar pararam no goleiro Bigode.
 
No segundo tempo o time douradense voltou melhor, adiantando a marcação e criando oportunidades. Mas, assim como na primeira etapa, quando o JAG estava melhor, o Blumenau marcou. Com cinco minutos, em uma bola recuperada, Rudi aproveitou o toque e bateu no canto, ampliando para 2 a 0. Apesar do susto, o time douradense seguiu na pressão e conseguiu marcar pouco depois com Rikelme, diminuindo.
 
A possibilidade do empate fez o Juventude seguir no ataque, mas a exposição defensiva foi fatal. Em contra-ataque, com 13 minutos, Daniel recebeu livre e bateu por baixo de Bigode, agora 3 a 1 Blumenau. Usando o goleiro-linha, o JAG foi para a pressão final e, em jogada bem articulada aos 17 minutos, Rikelme apareceu para bater forte e diminuir para 3 a 2. O tática seguiu em busca do terceiro gol, mas, faltando poucos segundos, o sistema defensivo do time catarinense recuperou a bola e, aproveitando gol vazio, Simas bateu da sua quadra com precisão para fechar o jogo em 4 a 2.
 

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados