• Início
  • Notícias
  • Messi x Neymar: Brasil e Argentina decidem Copa América neste sábado

Lionel Messi de um lado e Neymar do outro é a grande atração da final da Copa América

Messi x Neymar: Brasil e Argentina decidem Copa América neste sábado

Por Rogério Vidmantas
Imagem: Lucas Figueiredo/CBF
Invictos, rivais chegam à decisão com campanha semelhantes e embalados
 
A Copa América pode não ter sido uma das melhores por tudo que envolveu sua organização de última hora, mas quando a final é Brasil e Argentina, a história é outra. Pela quarta vez, uma das principais rivalidade do futebol mundial decide a competição. O confronto, neste sábado (10), às 20h (MS), no Estádio do Maracanã reunirá também dois dos maiores talentos da atual geração do futebol mundial: Lionel Messi e Neymar.
 
Diferente das fases anteriores, a decisão terá dois tempos de prorrogação – com 15 minutos cada um –, em caso de empate no tempo normal. Permanecendo a igualdade, o título será definido nas cobranças de penalidades.
 
As duas seleções chegam à final com campanhas quase que idênticas e invictas. Na primeira fase, Brasil e Argentina lideraram seus respectivos grupos com dez pontos, três vitórias e um empate para cada lado, com vantagem brasileira no saldo de gols – 8 a 5. 
 
Nas quartas de final, o Brasil passou pelo Chile pelo placar de 1 a 0, gol de Lucas Paquetá. Do outro lado, a Argentina, sem sustos, fez 3 a 0 no Equador. Na semifinal, a Seleção Brasileira repetiu o placar mínimo para bater o Peru. Já Messi e companhia precisaram dos pênaltis para eliminar a Colômbia depois do empate em 1 a 1. Nas cobranças, o goleiro Martinez foi bem e garantiu a vitória por 4 a 2.
 
Escalações
 
O técnico Tite deve manter o time que venceu o Peru na semifinal. Assim, Ederson vai se garantindo como atual titular do gol brasileiro, em vantagem em relação a Alisson e Weverton. No ataque, Gabriel Jesus foi suspenso por dois jogos pela expulsão sofrida na vitória sobre o Chile e segue fora. No seu lugar, Everton Cebolinha deve seguir entre os titulares do ataque. Recuperado de contusão que o afastou da fase decisiva da competição, o lateral Alex Sandro volta a ficar à disposição, mas Tite adiantou que Renan Lodi segue na posição.
 
Sem surpresas de última hora, o Brasil joga com Ederson no gol; Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Renan Lodi; Casemiro, Fred e Lucas Paquetá; Everton, Neymar e Richarlison.
 
Na Argentina o técnico Lionel Scaloni tem dúvidas na defesa, embora possa manter o mesmo time que passou pela Colômbia. O zagueiro Cristian Romero, fora dos jogos eliminatórios em função de lesão no joelho, pode retornar na vaga de Pezzella. Nas laterais, Molina e Montiel disputam lugar na direita e Tagliafico e Acuña na esquerda.
 
O time provável tem Emilaino Martínez no gol; Montiel (Molina); Otamendi, Pezzela (Romero) e Tagliafico (Acuña); Guido Rodriguez, Lo Celso, Nicolás González, De Paul e Messi; Lautaro Martínez. 
 

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados