• Início
  • Notícias
  • Seleção Brasileira enfrenta o Peru por lugar na decisão da Copa América

Fred foi um dos titulares na vitória sobre o Peru na primeira fase da Copa América

Seleção Brasileira enfrenta o Peru por lugar na decisão da Copa América

Por Rogério Vidmantas
Imagem: Lucas Figueiredo/CBF
Tite esconde quem entra no lugar do suspenso Gabriel Jesus, mas Lucas Paquetá é favorito
 
Noite de semifinal na Copa América para a Seleção Brasileira. Nesta segunda-feira (5), no Rio de Janeiro, o Brasil enfrenta o Peru por um lugar na decisão, marcada para sábado (10). O confronto no Estádio Nilton Santos começa às 20h (MS), com transmissão ao vivo do SBT e da ESPN Brasil.
 
Para a partida o técnico Tite não conta com o atacante Gabriel Jesus, expulso contra o Chile e agora cumpre suspensão automática. O nome do dono da vaga não foi divulgado pelo treinador, mas a aposta é que Lucas Paquetá, que tem aparecido bem nos jogos, inclusive com gol na vitória sobre os chilenos, seja um dos titulares. O lateral esquerdo Alex Sandro segue em tratamento, o que mantém Renan Lodi no time. No gol, Weverton, do Palmeiras, pode ser o escolhido, seguindo o rodízio na posição, ou Ederson ser mantido para que Alisson seja o titular em caso de classificação para decisão.
 
Apesar da mudança obrigatória, Tite não confirmou quem começa o jogo. "Vamos ter composição com dois articuladores e dois médios. Essa é a ideia. Se ele é de lado, de centro, não vou falar porque é estratégia nossa. O que é mais importante é enaltecer o trabalho dessa equipe toda", despistou. O time provável tem Weverton (Ederson); Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Renan Lodi; Casemiro, Fred e Lucas Paquetá; Neymar, Roberto Firmino e Richarlison.
 
Retrospecto
 
Atual campeão sul-americano, o Brasil tenta confirmar a classificação para a final justamente contra o adversário da última decisão. As duas seleções, inclusive, estavam no mesmo grupo na primeira fase e o confronto acabou com vitória brasileira por 4 a 0, gols de Everton Ribeiro, Alex Sandro, Neymar e Richarlison (veja abaixo)
 
Este será o sétimo confronto entre Brasil e Peru desde que Tite assumiu o comando da Seleção Brasileira e Tite lembrou na coletiva que cada jogo tem a sua história. “As duas equipes têm tradição de enfrentamento. Fizemos final, fase de grupos, Eliminatórias. Mas termina qualquer observação a partir daí, de prognóstico. Tudo é diferente, realidades, equipes, jogo "mata", nível de exigência muito alto. Jogar melhor para passar, isso que queremos e o Peru também", disse.
 
O retrospecto contra o Peru é amplamente favorável para a Seleção Brasileira. Em quase 90 anos de rivalidade, são 34 vitórias do Brasil, nove empates e somente cinco triunfos peruanos. Duas dessas derrotas vieram nos últimos cinco anos, uma pela Copa América Centenário e outra em jogo preparatório de 2019. 
 

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados