• Início
  • Notícias
  • Michel Teló celebra bilhão de “Ai Se Eu Te Pego” mas esquece Safadão e compositora

Michel Teló celebra bilhão de “Ai Se Eu Te Pego” mas esquece Safadão e compositora

O sertanejo Michel Teló viu o hit “Ai Se Eu Te Pego”, lançado há dez anos, chegar ao número de 1 bilhão de views no YouTube, no último domingo (dia 27). Realizado com a marca, o músico usou sua conta no Instagram para comemorar e agradecer aos envolvidos na produção do hit. Porém, o cantor acabou esquecendo uma das principais autoras do hit, a compositora Sharon Acioly além do músico Wesley Safadão. “Pensa na alegria?! Vai completar 10 anos que lançamos essa música. Consigo lembrar de todos os momentos, desde quando ouvi pela primeira vez, quando resolvemos gravar, arranjamos a música num quarto de hotel, e fui surpreendido desde a primeira vez que cantei ela, e senti algo surreal”, comemorou na postagem feita na noite de ontem.
 
“Deus tinha preparado pra mim, esse presente! Ele guardou algo especialmente pra mim! Só era necessário seguir em frente, não desanimar! Quantos PAÍSES ficamos em primeiro lugar! O MUNDO cantando comigo! Foram anos entre as 10 canções mais vistas no YouTube do mundo inteiro! 10 anos se passaram e ainda sou os único brasileiro a chegar nesse topo. Entendem o quão especial foi isso?! Muito trabalho, a gente queria muito! Obrigado toda a minha banda, minha equipe, pelos dias e dias na carpida, na estrada. Por querer tanto quanto eu. Todas as pessoas, pelo carinho. Por terem dançado e cantado, trocado uma energia tão boa. Momentos que guardo no coração. Pra vida inteira. Continuo me sentindo um cara muito abençoado. Muito mesmo”, completou Teló. 
 
A hitmaker Sharon Acioly por seu lado, optou por citar o colega na sua postagem celebrando a marca de “Ai Se Eu Te Pego”. A compositora, inclusive, parabenizou Wesley Safadão pelo primeiro bilhão do hit, já que a música chegou a ganhar uma versão do forrozeiro antes de chegar na voz de Teló.
 
Terceiro hit a bater o bilhão na plataforma de vídeos, o sucesso de 2011 rendeu processos judiciais à Sharon Acioly. Num primeiro momento, a comunicadora compartilhava os créditos de “Ai Se Eu Te Pego” com Antonio Dyggs, empresário e proprietário duma casa de eventos em Feira de Santana (BA). O profissional teve contato inicial com o funk “Nossa, assim você me mata! Ai, se eu te pego! Ai, ai, se eu te pego!” ainda em 2008, interpretado por Sharon, quando ela era animadora de palco do clube Axé Moi, em Porto Seguro (BA). Naquela época, a profissional já era famosa por ter viralizado na web a Dança do Quadrado. No gênero de forró, o hit foi gravado pelos grupos Os Meninos de Seu Zeh (empresariado por Dyggs), Cangaia de Jegue e Garota Safada (de Wesley Safadão) até ganhar a voz de Michel Teló.
 
O videoclipe, publicado no YouTube em 25 de julho de 2011, causou frisson na web e sua coreografia ganhou dancinha de astros como Neymar e Cristiano Ronaldo nos campos, ajudando o hit a conquistar o continente europeu. Vale lembrar que “Ai Se Eu Te Pego” comandou as paradas musicais em mais de 20 países na Europa e na América.
 
HIT DE MICHEL TELÓ RENDEU PROCESSOS E ALTOS LUCROS
O hit acabou rendendo polêmica judicial nos bastidores. Três estudantes alegaram ser autores do refrão cantado por Sharon Acioly e também surgiram nos créditos da música: Aline Medeiros da Fonseca, Amanda Grasiele Mesquita Teixeira da Cruz e Karine Assis Vinagre. Segundo o jornalista Paulo Pacheco do site Observatorio da TV, um segundo trio de jovens também entrou na Justiça, contudo não tiveram o reconhecimento da autoria. O caso acabou indo parar no STJ (Superior Tribunal de Justiça), e quase Michel Teló acabou sendo impedido de cantar seu principal e lucrativo hit na carreira.
 
Numa entrevista posterior concedida programa “Pânico”, do Grupo Jovem Pan, em 2017, o cantor Michel Teló declarou que assegurou sua aposentadoria com o hit. “‘Ai Se Eu Te Pego’ foi muito louco, eu garanti a minha aposentadoria por causa dessa música”, comentou Teló ao relembrar da repercussão da música. “Fui tocar na Rússia, Croácia, França e todos os países fizeram versões”, lembrou. “Calculo como seria se fosse hoje que a internet cresceu”, se divertiu.
 

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados