• Início
  • Notícias
  • Queda do Aquidauanense pode tirar DAC da Série D do Brasileiro

Queda do Aquidauanense pode tirar DAC da Série D do Brasileiro

Por Rogério Vidmantas
Imagem: Vinícius Eduardo Photo
Dourados AC depende de boas campanhas de Aquidauanense e Águia Negra para ter vaga em 2022
 
O futebol sul-mato-grossense começou sua participação no Campeonato Brasileiro com derrota e o resultado do confronto entre Aquidauanense FC e Rio Branco-ES pela fase preliminar da Série D pode significar mais do que apenas a eliminação do clube antes da fase de grupo. Na rodada de ida, o Azulão foi goleado em casa por 4 a 1 e apenas um resultado improvável de virada na volta, em Cariacica, no próximo domingo (30), evitaria a eliminação. A queda eminente reflete diretamente na possibilidade do Mato Grosso do Sul perder uma vaga na competição, o que deixaria o Dourados AC, atual vice-campeão, fora em 2022.
 
O mau desempenho de clubes do Estado em campeonatos nacionais tem feito o futebol estadual perder cada vez mais espaço e receita provenientes dessas competições. As vagas são distribuídas de acordo com o Ranking de Federações da CBF e a pontuação é resultado direto da colocação de cada time. Na última temporada, o Mato Grosso do Sul foi ultrapassado pelo Espírito Santo, o que valeu uma vaga na Copa do Brasil e cota de aproximadamente R$ 600 mil que iria para o vice-campeão estadual, coincidentemente o próprio Aquidauanense. Agora, nova queda pode valer lugar no Campeonato Brasileiro.
 
Tocantins e Roraima ameaçam
 
O ranqueamento vem sendo acompanhado ano a ano pelo jornalista Gian Nascimento, do Arquibancada MS, que viu com preocupação os resultados da rodada de ida da fase preliminar, nesta quarta-feira (26). Os representantes de Roraima e Tocantins, estados que estão próximos ao Mato Grosso do Sul no Ranking da CBF venceram e encaminharam a classificação. Além da derrota do Aquidauanense, vitórias do GA Sampaio-RR sobre o Santana-AP, fora de casa, por 2 a 1 e do Tocantinópolis-TO sobre o Picos-PI, em Palmas, por 2 a 0.
 
“No ano que vem, não teremos a fase preliminar a as quatro piores federações no Ranking da CBF perderão uma vaga na Série D. O Mato Grosso do Sul neste ano está na frente de Roraima, Tocantins, Rondônia e Amapá e os resultados da rodada de ida foram preocupantes”. Segundo o cronista, a torcida na rodada de volta, no fim de semana, terá que ser grande. “Se o Aquidauanense for eliminado, a única combinação que mantém MS com duas vagas é passarem Brasiliense, Picos e o Santana”. O Brasiliense venceu o Real Ariquemes-RO na ida por 2 a 0 e joga com boa vantagem a volta, em casa.
 
Se der tudo errado entre os classificados na fase preliminar da Série D, o DAC ainda tem uma última chance de disputar o Campeonato Brasileiro no ano que vem, mas vai precisar torcer muito pelo outro representante de Mato Grosso do Sul na competição, o Águia Negra. “Essa é uma conta até o início da Série D. Começou a fase de grupos, o time de Rio Brilhante pode somar pontos que pode manter a posição da Federação de Mato Grosso do Sul no ranking, mas para isso precisaria passar de fase, pelo menos até a terceira, e torcer para que os times dos estados concorrentes fiquem pelo caminho e isso é muito difícil”, analisa Gian. O Águia Negra disputou a Série D em 2013, 2015 e 2019 e nunca passou da fase inicial. 
 

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados