• Início
  • Notícias
  • Chapecoense conquista título da Série B com gol no último lance

Chapecoense retorna à Série A logo após a queda e com título da Segundona

Chapecoense conquista título da Série B com gol no último lance

Por Rogério Vidmantas
Imagem: Renato Padilha/CBF
Chape venceu Confiança por 3 a 1 e teve ajuda do Avaí, que perdeu por 2 a 1 para o América
 
Voltar para a Série A não foi suficiente para a Chapecoense-SC. O retorno foi em grande estilo, com título da Série B do Campeonato Brasileiro e o gol que valeu a taça no último lance, em pênalti cobrado por Anselmo Ramon. Nesta sexta-feira (29), na última rodada, a Chape venceu o Confiança-SE por 3 a 1, resultado que, combinado com a vitória do América-MG sobre o Avaí-SC por 2 a 1, valeu a primeira posição no saldo de gols. Ramon fez também o primeiro gol do time da casa - Reis empatou pelo Dragão, e Perotti recolocou a Chape na frente antes da penalidade decisiva (veja abaixo).
 
Com a vitória, a Chapecoense terminou a competição com 73 pontos - mesma pontuação que o vice-líder América-MG. Porém, o saldo de gols da equipe de Chapecó foi de 21, contra 20 do Coelho. Sendo assim, o Verdão do Oeste conquistou o título. Os dois, mais Juventude-RS em terceiro e o Cuiabá-MT em quarto garantiram acesso ao Brasileirão em 2021.
 
O jogo
 
Sonhando com o título, a Chapecoense não demorou a abrir o placar na Arena Condá. Logo aos três minutos, Dener recebeu belo passe de Mike e cruzou rasteiro para Anselmo Ramon, que bateu no canto esquerdo e balançou a rede. Aos sete, quase o segundo: mais uma vez, Mike viu Dener e lançou - o meia pegou de primeira e carimbou o travessão. Depois disso, os dois times atacaram, mas sem levar perigo. Aos 23, a Chape voltou a assustar em tentativa de longe, Anderson Leite contou com desvio e fez a bola passar muito perto do poste. 
 
Na reta final do primeiro tempo, o Confiança melhorou e passou a ter boas chances. A começar com Everton, que arriscou de fora da área aos 32 e tirou tinta da trave. Em cima, o Dragão finalizou outras vezes, mas só acertou o alvo de novo aos 46, quando Serginho soltou uma bomba e parou em boa defesa de João Ricardo.
 
No início do segundo tempo, o Verdão do Oeste teve chance em chute de Dener por cima da trave, aos cinco minutos. Entretanto, aos nove, o Confiança que chegou ao empate. Em cruzamento de Altemar, Reis infiltrou na zaga e testou para a rede. Aos 30, Alyson saiu na cara do goleiro depois de passe de Rafael Vila, mas parou em João Ricardo que evitou a virada. Contudo, quando parecia que os sergipanos tomariam as rédeas do duelo, a Chape marcou. Em jogada pela esquerda aos 33, Anselmo Ramon cruzou e Perotti desviou para fazer o 2 a 1.
 
Neste momento, o América vencia o Avaí por 2 a 1 e a Chapecoense precisava de mais um gol para ser campeã. Logo após marcar, Perotti deixou Matheus Ribeiro em boas condições de balançar o barbante, mas a tentativa bateu na rede pelo lado de fora. Já aos 41, o mesmo Perotti tocou por cima do goleiro e anotou um golaço, mas o lance acabou anulado por impedimento. Mas aos 48 minutos, Bruno Silva invadiu a área e foi derrubado pelo zagueiro, pênalti marcado por Anderson Daronco. Aos 50, Anselmo Ramon cobrou de cavadinha e fez o 3 a 1, resultado que garantiu o título. Dener ainda foi expulso no último minuto, mas a Chape esperou o apito final e comemorou a conquista.
 

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados