• Início
  • Notícias
  • Corinthians joga mal, perde em casa e fica longe do G6 do Brasileirão

Claudinho marcou o segundo gol e comandou mais uma vitória do Red Bull Bragantino

Corinthians joga mal, perde em casa e fica longe do G6 do Brasileirão

Por Rogério Vidmantas
Imagem: Twitter Oficial/Red Bull Bragantino
Massa Bruta marcou com Helinho e Claudinho e voltou pro Interior com vitória por 2 a 0
 
Oscilação tem sido a palavra que define o Corinthians nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro e o time não consegue ter uma sequência de bons resultados. Nesta segunda-feira (25), fechando a 32ª rodada, o Timão recebeu o Red Bull Bragantino-SP e foi derrotado por 2 a 0, gols de Helinho e Claudinho, ambos no primeiro tempo (veja abaixo)
 
Com o resultado, os dois times ficaram praticamente juntos na classificação. A equipe de Bragança Paulista subiu para a 11ª colocação, com 44 pontos e o Alvinegro tem 45 e ocupa o décimo lugar. 
 
O jogo
 
O início de jogo na Neo Química Arena foi excelente para o Bragantino. Logo no primeiro minuto, a equipe roubou bola no ataque e ela chegou em Claudinho, que viu Helinho. O atacante bateu da entrada da área e acertou o canto para abrir o placar. Depois do gol, o Corinthians ocupou mais o setor ofensivo e passou a arriscar de longe, em chutes de Mateus Vital, Ramiro e Fagner. 
 
Os visitantes responderam na mesma moeda, em finalização com perigo de Artur. Cazares tentou outras duas vezes do mesmo jeito pelo Timão, mas foi o Massa Bruta que ampliou. Aos 41, Ytalo recebeu e encontrou Claudinho, que tocou na saída de Cássio e fez o 2 a 0. Os mandantes quase diminuíram antes do intervalo em uma bomba de Ramiro, mas o remate saiu raspando a trave.
 
A segunda etapa começou estudada, e os times criaram pouco no início. A primeira boa oportunidade aconteceu aos 15 minutos, em chute de Ricardo Ryller, do Bragantino, defendido à queima-roupa por Cássio. O Corinthians mais uma vez tentou arriscar de longe; primeiro, com Otero. Depois, aos 27, em remate perigoso de Ramiro, salvo por Cleiton. O Massa Bruta respondeu em testada de Ligger após cobrança de escanteio, mas o arqueiro do Timão fez outra intervenção providencial. Aos 43, Cuello recuou de peito, Fábio Santos dividiu com o goleiro, ganhou e chutou, mas Léo Ortiz tirou em cima da linha, garantindo a manutenção do 2 a 0 no placar até o fim.
 

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados