Como aliviar a dor na sola dos pés

O formato curvo da planta do pé ajuda o corpo a absorver o impacto da caminhada e das corridas. Por isso, essa dor é muito comum em corredores e em quem trabalha longos períodos em pé. Porém eles não são os únicos afetados, quem tem essa curva muito alta também está sujeito a apresentar a fascite plantar. 
 
"Essa é a causa mais frequente de dor na sola dos pés. A fáscia plantar é uma estrutura que começa no calcanhar, percorre todo o pé e desemboca na base dos dedos, sendo responsável pela curvatura e molejo da planta do pé. A fascite ocorre quando essa estrutura está sendo solicitada em excesso", explica o médico Carlos Lopes, presidente da Sociedade Brasileira de Clínica Médica (SBCM). 
 
Fascite plantar: a dor na sola dos pés
Algumas pessoas, por sua atividade profissional, pelo tipo de atividade física que praticam ou por questões anatômicas, estão mais suscetíveis a desenvolver essa inflamação na sola dos pés. "Além disso, o tipo de tênis utilizado durante a corrida e a pisada também podem favorecer o surgimento da fascite plantar", complementa Lopes. 
 
O principal sintoma dessa condição é a dor localizada, palpável, entre o final e o meio do pé. Esse desconforto costuma ser pior no início do movimento, por exemplo, quando você acorda ou se levanta após um longo período sentado.
 
Embora menos comuns, o inchaço e o edema podem aparecer.
 
Como tratar
A combinação gelo e alongamento usualmente ameniza bastante os sintomas da fascite plantar. 
 
"É preciso alongar a panturrilha e a fáscia plantar, existe uma série de exercícios voltados para essa região. Em um primeiro momento, não é preciso parar a atividade física, apenas diminuir a intensidade. Se a dor não passar, vale a pena procurar o ortopedista", aconselha o médico. 
 
Medidas para amenizar o desconforto 
• Aplicação de comprensas geladas;
• Alongamento na região;
• Diminuir a intensidade da corrida;
• Investir em um tênis de corrida com um bom sistema de amortecimento;
• Utilizar palmilhas específicas para diminuir a tensão na fáscia plantar;
• Fisioterapia e outros tratamentos;
• Anti-inflamatórios. 
 
"Mas tenha em mente que o tratamento não será rápido, pois utilizamos essa estrutura diariamente", finaliza Lopes.

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados