• Início
  • Notícias
  • Palmeiras faz 3 a 0 no River Plate e fica perto da final da Libertadores

Gabriel Menino, do Palmeiras, não fez gol, mas foi considerado um dos melhores da partida

Palmeiras faz 3 a 0 no River Plate e fica perto da final da Libertadores

Por Rogério Vidmantas
Imagem: Agência Palmeiras
Rony, Luiz Adriano e Matías Viña marcaram na vitória verde em Buenos Aires
 
Nem o mais otimista torcedor do Palmeiras poderia imaginar um começo tão bom de semifinal de Libertadores. Nesta terça-feira (5), pela rodada de ida, o Verdão foi à Buenos Aires e, com autoridade, venceu o River Plate-ARG por 3 a 0, abrindo vantagem considerável para chegar à decisão do dia 30 de janeiro, no Maracanã. Rony no primeiro tempo, Luiz Adriano e Matias Viña no segundo, fizeram os gols verdes (veja abaixo).
 
Os dois times voltam a se encontrar na próxima terça (12), em São Paulo, no Allianz Parque. Para avançar, o Palmeiras pode ser derrotado por até dois gols de vantagem. O River, por outro lado, precisa devolver o placar para levar a disputa para os pênaltis ou vencer por pelo menos três gols se fizer quatro ou mais.
 
O Jogo
 
Quem vê o placar final da partida no Estádio Libertadores de América não imagina como o Palmeiras teve que se virar nos primeiros minutos. Mais organizado, o River Plate teve a chance de abrir o placar logo no primeiro ataque. Borré recebeu de Matías Suárez na área, se livrou da marcação e bateu cruzado, com perigo, mas para fora. Aos cinco minutos, quem salvou o Verdão foi Weverton. Carrascal recebeu o cruzamento da direita e, na linha da pequena área, bateu de primeira para grande defesa do goleiro palmeirense. Aos 20, nova chance com Borré, mas o atacante não alcança o cruzamento de Montiel.
 
Depois disso, o Palmeiras absorveu o sofrimento e passou a jogar melhor e, na primeira jogada bem trabalhada, chegou ao gol. Patrick de Paula faz bom passe para Gabriel Menino na direita e o cruzamento veio por baixo. Armani, com os pés, saiu mal e a bola parou nos pés de Rony, na entrada da área. O atacante ajeito, bateu cruzado, contou com a sorte e a bola desviou na zaga, tirando o goleiro da jogada, e morreu na rede. Aos 30, o Verdão chegou ao segundo com Gustavo Scarpa, mas a jogada foi invalidada por impedimento de Luiz Adriano, que fez o cruzamento. Aos 43, Fernandéz acertou o travessão em cobrança de falta, mas a vantagem verde foi para o intervalo
 
O River até voltou para o segundo tempo com disposição para chegar ao empate, mas logo aos dois minutos, em jogada de contra-ataque, o Palmeiras ampliou. Danilo toca para Luiz Adriano no campo de ataque e o camisa 10 faz o giro em cima de Robert Rojas para arrancar em direção ao gol, sai cara a cara com Armani e toca por baixo, fazendo 2 a 0. Aos 14, Carrascal faz falta e ainda acerta um chute em Gabriel Menino e é expulso. Para judar, na cobrança com jogada ensaiada, Gustavo Scarpa cruza e Matias Viña, de cabeça, desvia para fazer impensáveis 3 a 0.
 
A vitória poderia ser ainda mais se o Palmeiras tivesse aproveitado oportunidades de ampliar com Willian aos 33 minutos, que não alcançou cruzamento de Breno Lopes e, a mais incrível, aos 40 em cruzamento de Gabriel Menino que Willian, chegando batendo, pegou mal na bola que morreu nas mãos de Armani e o placar não mudou mais.
 
 

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados