De virada, Remo vence Paysandu pela Série C do Brasileiro

Por Rogério Vidmantas
Imagem: Fernando Torres/AGIF/CBF
Na outra partida do Grupo C, Londrina venceu o Ypiranga fora de casa
 
O domingo (20) foi de clássico paraense na Série C do Campeonato Brasileiro. Em Belém, pelo Grupo C, o Remo-PA encarou o rival Paysandu-PA e venceu por 3 a 1 (veja abaixo), assumindo a liderança da chave ao lado do Londrina-PR que foi ao Rio Grande do Sul e bateu o Ypiranda-RS por 3 a 2.
 
Com os resultados, Remo e Londrina somam quatro pontos, o Paysandu tem três e o Ypiranga, com dias derrotas, ainda não pontuou. Na terceira rodada, dois jogos em Belém. Paysandu e Londrina jogam no sábado (27) e o Remo recebe o Ypiranga no domingo (27).
 
Belém
 
O clássico começou movimentado no Mangueirão. Logo no primeiro minuto, Marlon assustou para o Remo. Mas a resposta do Papão foi rápida e certeira. Em contra-ataque de manual, Vitor Feijão tocou para o meio e Nicolas apareceu para estufar as redes. O Leão tentou o empate com Gedoz, aos 11. Enquanto Nicolas quase marcou mais um para o Paysandu. Até que, aos 14, em bola alçada na área, Salatiel dividiu com o goleiro Paulo Ricardo e empatou a partida em 1 a 1. Aos 21, o Bicolor passou a jogar com um a menos, após expulsão de Serginho. 
 
Demorou, mas o Remo fez valer a vantagem numérica. Já aos 18 minutos do segundo tempo, Augusto recebeu lançamento de Gedoz, fez o domínio e bateu bonito para virar o jogo. E teve mais. Rafael Jansen, aos 26, aproveitou uma sobra e de primeira soltou o pé dando números finais ao clássico. 
 
Erechim
 
No outro jogo do grupo, gaúchos e paranaenses fizeram um duelo de muita emoção. Jogando em casa, o Ypiranga abriu 2 a 0 num intervalo de um minuto. Aos 11, Caprini recebeu na entrada da área e arriscou o chute, a bola desviou no meio do caminho e foi morrer no fundo das redes. Na sequência, o camisa 11 teve mais uma chance de finalizar, dessa vez pela esquerda, e também não desperdiçou. Mas, aos 21, o Canarinho perdeu Muriel, que levou o segundo cartão amarelo. 
 
No segundo tempo, Adenílson de pênalti descontou para o Londrina, aos 23. Já em desvantagem numérica, o time da casa ainda teve mais jogadores expulsos, Zé Mario e Neto Pessoa. Com três a mais em campo, o Tubarão pressionou em busca do empate, que demorou, mas veio aos 48 minutos, com Samuel Gomes. Enquanto, aos 50, Igor Paixão decretou a vitória dos visitantes.
 

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados