• Início
  • Notícias
  • Águia Negra empata com Aquidauanense e precisa vencer a volta para ser bicampeão

Com empate sem gols em Rio Brilhante, a vantagem na final segue com o Aquidauanense

Águia Negra empata com Aquidauanense e precisa vencer a volta para ser bicampeão

Por Rogério Vidmantas
Imagem: Franz Mendes
Placar de 0 a 0 na ida mantém o Azulão em vantagem para jogo final na quarta-feira
 
Terminou igual e sem gols a partida de ida da final do Campeonato Sul-Mato-Grossense. Neste domingo (20), em Rio Brilhante, Águia Negra e Aquidauanense ficaram no 0 a 0 e levam a disputa para o jogo de volta sem alteração na vantagem. 
 
Os dois times voltam a campo na próxima quarta-feira (23), às 20h30, no Estádio Noroeste, em Aquidauana. Em caso de novo empate, por qualquer placar, o Azulão levanta a taça pela primeira vez. O Águia precisa, necessariamente, vencer o jogo para ser campeão pela quarta vez.
 
O jogo
 
O forte calor no Estádio Ninho da Águia segurou o ritmo do jogo, que teve poucas chances de gol no primeiro tempo. O Aquidauanense ficou muito perto de marcar aos oito minutos em passa perfeito de Kéverson para Léo Mineiro. O camisa 9 tentou tocar por baixo de Tafine, mas o goleiro tocou na bola e o zagueiro Rafael Cardoso conseguiu afastar o perigo. Do lado do Águia a jogada mais perigosa foi em uma cobrança de escanteio pela esquerda. Rafael apareceu na área para bater firme, mas em cima do goleiro Jota que fez a defesa parcial e a zaga tirou a bola da área.
 
No segundo tempo os times apostaram na bola parada e, em cobrança de falta aos 17 minutos, o Águia Negra quase marcou, mas o chute de Felipe parou na boa defesa de Jota. Aos 20 o Aquidauanense responde em chute de Agnaldo que Tafine desvia para escanteio. TrÇês minutos depois, Léo Mineiro foi lançado em velocidade, driblou Tafine e chegou a marcar, mas o lance foi invalidado por impedimento.
 
O Águia teve outra falta próxima ao gol aos 35 minutos. Mais uma vez Felipe foi para cobrança e, desta vez, Jota não alcançou, mas para sorte do goleiro a bola passou perto, mas para fora. Aos 46, Danilo Mohamed, aos trancos e barrancos, saiu do seu campo, chegou até a área adversária, mas o chute acertou a rede pelo lado de fora. No fim, o Águia ainda foi para pressão com quatro escanteios seguidos, mas sem sucesso, o jogo terminou mesmo sem gols.
 

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados