Escalaçao irregular de Emerson foi fatal para pretensões do Operário

TJD pune Operário e vaga na semifinal é do Comercial

Por Rogério Vidmantas
Imagem: Anderson Ramos/Capital News
Decisão foi unânime pela perda de seis pontos por ter ignorado suspensão de jogador
 
Fim de linha para o Operário FC no Campeonato Sul-Mato-Grossense. Pelo menos foi o que decidiu o Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-MS) em julgamento na noite desta quarta-feira (9), através do plenário virtual. Por unanimidade, a decisão foi por punir o clube pela perda de seis pontos pela escalação irregular do lateral Emerson na partida de ida das quartas de final contra o Comercial. 
 
Assim, o Galo, que havia conquistado quatro pontos – uma vitória e um empate – termina a fase com -2 pontos e o Colorado, com um ponto, avança para enfrentar o Aquidauanense na semifinal. O Operário pode recorrer, mas a defesa não divulgou se esse caminho será seguido.
 
Os membros do Tribunal seguiram o procurador Wilson dos Anjos, que representou pela perda dos seis pontos – três pontos mais a pontuação conquistada na partida -, conforme o artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). A defesa do Operário, representada pelo advogado Rafael Meireles, pediu a absolvição do clube, argumentando que o caso não se enquadrava no artigo referido.
 
O voto do procurador foi seguido pelos auditores Pedro Paulo, Ricardo Machado, Kassya Domingues, Fernando Pinese e o presidente da sessão, William Maksoud. O clube ainda sofreu uma multa de R$ 500.
 
Semifinal
 
A Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS) deve agora detalhara os jogos entre Aquidauanense e Comercial para definir quem enfrenta o EC Águia Negra na decisão. O primeiro jogo deve acontecer neste domingo (13) no Estádio Morenão e a volta na quarta-feira (16), no Estádio Noroeste. Por ter melhor campanha, o Azulão avança em caso de igualdade após os dois jogos.
 

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados