Abel Ferreira estava no PAOK, da Grécia, e se destacou comandando o Braga, de Portugal

Palmeiras confirma Abel Ferreira como novo treinador

Por Rogério Vidmantas
Imagem: Bruno Colaço/Record
Português tem 41 anos e é considerado uma das revelações da nova geração de treinadores europeus
 
O Palmeiras tem novo treinador. Nesta sexta-feira (30) o clube paulista confirmou oficialmente o que já vinha sendo especulado durante toda a semana e o português Abel Ferreira assume a vaga aberta com a saída de Vanderlei Luxemburgo. O novo técnico estava no PAOK-GRE e teve passagem marcante pelo Braga-POR entre 2017 e 2019. Além dele, também chegam os auxiliares Carlos Martinho e Vitor Castanheira, o analista de desempenho Tiago Costa e o responsável pela preparação física João Martins. Veja abaixo jogo em que seu ex-clube eliminou o Benfica, de Jorge Jesus, na Liga dos Campeões.
 
O Verdão ficou mais de duas semanas em negociações para definir o nome para o lugar de Luxemburgo. Antes do português, a diretoria conversou com Miguel Ángel Ramírez, do Independiente Del Valle. O espanhol aceitou a proposta, mas não houve acerto sobre a data para assumir o cargo, já que o técnico queria terminar a participação do clube equatoriano na Libertadores, o que inviabilizou a conclusão. Outros nomes foram avaliados, como os argentinos Gabriel Heinze, Sebastian Beccacece e Ariel Holan e o espanhol Quique Setién.
 
Abel Ferreira é o oitavo europeu e 23º estrangeiro a comandar o Palmeiras. O último havia sido o argentino Ricardo Gareca em 2014, hoje treinador da seleção do Peru.
 
Nova Geração 
 
Uma das principais revelações da atual geração de jovens técnicos da Europa, Abel jogou como lateral-direito em quatro clubes portugueses antes de iniciar a carreira de treinador na equipe sub-19 do Sporting Lisboa-POR em 2011/12, conquistando o título nacional da categoria já em sua primeira experiência no cargo.
 
Subiu para time B do Sporting na temporada 2013/2014 e foi contratado pelo Braga B em 2015. Dois anos depois, foi promovido a treinador da equipe principal do Braga e, logo na temporada de estreia na elite do Campeonato Português, em 2017/18, levou o time à quarta posição com uma campanha recorde em pontos (75), gols (74) e vitórias (24) – tornou-se o técnico com maior percentagem de vitórias na história do clube (64%).
 
Depois de novamente alcançar a quarta colocação com o Braga, transferiu-se ao PAOK e obteve o vice-campeonato nacional em 2019/20, garantindo vaga para a fase eliminatória da Liga dos Campeões da Europa e eliminou o Benfica-POR, comandado por Jorge Jesus, ex-técnico do Flamengo, ao vencer por 2 a 1.
 
 

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados