• Início
  • Notícias
  • Sem salários, jogadores do São Caetano ameaçam não jogar neste sábado

Jogadores do Azulão estão sem receber e crise reflete na campanha ruim na Série D

Sem salários, jogadores do São Caetano ameaçam não jogar neste sábado

Por Rogério Vidmantas
Imagem: Fabrício Cortenove/CD São Caertano
Azulão recebe o Pelotas para tentar deixar a lanterna do Grupo A8
 
Os tempos áureos do São Caetano-SP, vice-campeão brasileiro e da Libertadores, ficaram definitivamente para trás. O clube hoje disputa a quarta divisão nacional (Série D) e, em crise financeira, enfrenta agora greve de jogadores por falta de pagamentos. Os atletas divulgaram uma nota nesta sexta-feira (23) afirmando que não vão entrar em campo neste sábado para enfrentar o Pelotas-RS no Estádio Anacleto Campanella pelo Campeonato Brasileiro.  
 
Esta não é a primeira vez que os jogadores do Azulão ameaçam não entrar em campo pela atual edição da Série D. Antes do jogo da última quarta (21) contra o Joinville-SC, já houve uma ameaça de paralisação, que foi contornada com a promessa da diretoria de que honraria os compromissos financeiros até esta sexta. Até o momento a direção do São Caetano não se pronunciou sobre a nota dos jogadores.
 
Para piorar, a situação do clube na competição não é das melhores. O Azulão está na lanterna do Grupo A8, com cinco pontos após sete partidas disputadas. O último na zona de classificação é o Caxias-RS, com 11 pontos.
 
Leia a íntegra da nota
 
"Após reunião realizada na manhã desta sexta-feira entre nós (jogadores), membros da comissão técnica e funcionários, decidimos que não vamos entrar em campo neste fim de semana.
 
Deixando assim de enfrentar o Pelotas em confronto que aconteceria neste sábado (24), às 18h, no Anacleto Campanella, pela nona rodada da primeira fase da Série D do Campeonato Brasileiro.
 
Essa difícil decisão, porém necessária, foi tomada devido ao não recebimento dos honorários dos últimos meses, direito fundamental de todo trabalhador.
 
Por conta dessa situação (atraso de salários) que se arrasta pelos últimos meses no clube, definimos por não disputar a próxima partida, para que atitudes sejam tomadas e desta forma corrigir o rumo deste time que tanto respeitamos."
 

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados