• Início
  • Notícias
  • América vence, e bem, o Botafogo e vê classificação perto na Copa do Brasil

Vitória em casa deixa o Coelho em situação confortável para o jogo de volta, no Rio

América vence, e bem, o Botafogo e vê classificação perto na Copa do Brasil

Por Rogério Vidmantas
Imagem: Fernando Moreno/AGIF/CBF
Wellington Paulista, Danilo Avelar e Alê marcaram os gols do Coelho em BH
 
O América Mineiro ficou muito perto das quartas de final da Copa do Brasil. Fechando a rodada de ida das oitavas de final, nesta quinta-feira (30), o Coelho recebeu o Botafogo em Belo Horizonte e fez 3 a 0, abrindo boa vantagem no confronto. Wellington Paulista, Danilo Avelar e Alê marcaram os gols do jogo (veja abaixo).
 
A partida de volta acontece no dia 14 de julho, no Rio de Janeiro. O América pode ser superado por até dois gols de diferença que se garante nas quartas de final. Já o Glorioso precisa igualar o saldo para levar às penalidades ou vencer por quatro ou mais gols de vantagem para virar o confronto.
 
O jogo
 
No Estádio Independência, a partida começou intensa e o América não demorou para abrir o placar. Logo aos cinco minutos, Patric arrancou pela direita, levantou na medida para Wellington Paulista, que cabeceou para as redes e fez 1 a 0. O Botafogo quase empatou aos 20 minutos. Após contragolpe, Daniel Borges serviu Matheus Nascimento, que de carrinho, acertou a trave.
 
O Glorioso chegou mais uma vez com perigo aos 22: Matheus Nascimento acertou o poste novamente em bela jogada individual. No entanto, aos 34, Patric bateu escanteio na área, Avelar subiu mais alto que todos e ampliou para o Coelho. Os mineiros quase fizeram o terceiro, mas Alê parou em Gatito cara a cara, aos 42 minutos.
 
Após as conversas nos vestiários, o América não diminuiu o seu ímpeto ofensivo. Aos cinco, Wellington Paulista desviou uma bola cruzada na área e Lucas Kal por pouco não aumentou. Até que aos 13 minutos, em contra-ataque, Alê recebeu na área, bateu firme e fez o terceiro.
 
Com a vantagem, o Coelho buscou administrar mais o ritmo da partida. O Bota, por sua vez, teve sua melhor chance aos 28: Diego Gonçalves driblou Juninho e cruzou para Jeffinho. O atacante chutou, mas a finalização foi por cima. Com isso, o marcador de 3 a 0 prevaleceu.
 

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados