• Início
  • Notícias
  • Marcelo Mourão acompanha Defesa Civil em missão de acolhimento a moradores de rua

Marcelo Mourão acompanhou de perto abordagens para entrega de agasalhos feita pela Defesa Civil

Marcelo Mourão acompanha Defesa Civil em missão de acolhimento a moradores de rua

Imagem: Divulgação
O vereador Marcelo Mourão (Podemos), acompanhou na noite de sexta-feira (20), o trabalho de força tarefa da Defesa Civil no acolhimento a moradores de rua da cidade. A iniciativa faz parte de mais uma etapa do trabalho que o parlamentar tem realizado na área da dependência química, um dos fatores que leva muitas dessas pessoas a essa condição nas ruas.
 
A equipe do mandato de Mourão tem se aprofundado nesse tema, através de pesquisas e entrevistas com pessoas direta ou indiretamente envolvidas com o assunto. Além disso, foi feita a proposição de um debate no Legislativo Municipal, com o objetivo de criar políticas públicas voltadas a esse problema de saúde pública. “É uma questão visível que vem destruindo famílias e que precisa ser solucionado”, destacou o vereador.
 
Nessa etapa, Mourão acompanha o trabalho dos agentes que procuram amenizar a dor e o sofrimento de quem enfrenta diariamente essa batalha. Conforme o vereador, entender toda a dinâmica que envolve o tema e conversar pessoalmente com moradores em situação de rua é um processo importante para conhecer a história dessas pessoas.
 
O coordenador da Defesa Civil, Rodrigo Vitorino, mostrou ao vereador como é feita a abordagem, os procedimentos e as providências.  Nesse período de frio é feita a distribuição de agasalhos como cobertores e também alimentos, incluindo chá e um leite quente. Além disso, a equipe da Defesa Civil coloca à disposição o encaminhamento para a Casa da Acolhida, mas nem todos aceitam e essa não é uma condição obrigatória.
 
O projeto de acolhimento denominado ‘Noites Frias’ é executado pela Defesa Civil em parceria com a Guarda Municipal e a Secretaria de Assistência Social. Geralmente são em torno de 30 a 40 abordagens por noite. No entanto, levantamentos extraoficiais revelam que mais de 100 pessoas vivem em situação de rua na cidade de Dourados.
 
Como o vereador pode constatar durante a ‘blitz’ da Defesa Civil, são vários os locais de concentração de moradores de rua, principalmente na Praça do Cinquentenário, Praça Paraguaia, Terminal Rodoviário, Praça Antônio João, região da praça Antônio Alves Duarte e Hospital Evangélico e região do Parque das Nações.
 
Marcelo Mourão relatou que em cada ponto por onde passou pode ouvir diferentes histórias, mas todas retratando a vulnerabilidade social enfrentada por um número de pessoas que chega a, pelo menos, 222 mil no Brasil, conforme levantamento do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) em 2020.
 
Uma dessas histórias é de um morador da cidade de Cianorte (PR). Ele estava com dificuldade de conseguir emprego em sua cidade e resolveu procurar em outras localidades. Ele contou que está em Dourados há 15 dias e como não conseguiu o emprego, teve que ir para as ruas e tentar arrumar dinheiro para voltar à sua cidade.
 
“Como vereador, tenho que cumprir com minhas funções e trabalhar para criar leis e outros mecanismos que possam proporcionar melhores condições de vida a pessoas que estão em situação de vulnerabilidade”, reforçou o vereador, fazendo ainda um pedido para que todos aqueles que tem condições de ajudar possam ser mais solidários.
 
A Defesa Civil de Dourados está aberta a doações. O endereço é o Parque Antenor Martins, no prédio chegou a funcionar uma companhia da Polícia Militar. O telefone é o 3421-0472 ou 199.

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados