• Início
  • Notícias
  • Mesmo com verba liberada, reforma do Morenão esbarra na burocracia

Com reforma, Morenão deve ganhar novo gramado e ter a arquibancada oposta finalmente liberada

Mesmo com verba liberada, reforma do Morenão esbarra na burocracia

Por Rogério Vidmantas
Imagem: Anderson Ramos/Capital News
Responsável pela obra, UFMS diz que não há atraso, mas respeito aos prazos legais
 
O Campeonato Sul-Mato-Grossense começa em menos de duas semanas e, dos dez times na disputa, três são de Campo Grande. Como acontece todos os anos, a dúvida está em que condições Operário FC, EC Comercial e União ABC encontrarão o Estádio Morenão para mandar seus jogos. Responsável pelo local, a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) fechou um convênio com o Governo do Estado para reformas e adequações, algumas já deveriam estar sendo implantadas para o Estadual deste ano, mas até agora, mesmo com o dinheiro em caixa, nada foi feito.
 
O acordo entre a UFMS e o Governo do Estado foi assinado no dia 19 de novembro, com previsão de R$ 9,5 milhões, investimento que integra o programa MS + Esporte. A previsão era de que as obras começassem no início de janeiro e seguissem até o mês de setembro. Portanto, no início do Campeonato Estadual, no dia 2 de fevereiro, alguns cuidados, como do gramado, já poderiam estar concluídos, mas até agora nada foi feito. 
 
Segundo o diretor-presidente da Fundesporte, Marcelo Miranda, não haveria razão para essa demora. “O dinheiro já está à disposição da Universidade para as obras, mas está tudo parado até agora”, disse em conversa com o Capital News. Para completar a insatisfação de Miranda, o Morenão está sendo cedido para a realização de shows, e durante o Campeonato Estadual, o que deve piorar ainda mais a situação do gramado. No dia 19 de fevereiro está prevista apresentação do sertanejo Gusttavo Lima. No dia seguinte, a tabela do Estadual prevê no local a partida entre Operário e Costa Rica EC. Na agenda oficial do cantor consta a apresentação em Campo Grande nesta data, mas não o local.
 
UFMS
 
Na visão do reitor Marcelo Turine, que atendeu o Capital News mesmo em férias, não há atraso. Ele confirmou que o dinheiro disponível para as obras no Estádio Morenão já está disponível, mas que foi depositado apenas na última semana de 2021. “O Governo fez o repasse financeiro no fim de dezembro e agora a Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura (Fapec) está organizando as licitações”, afirmou.
 
A informação é completada pelo pró-reitor de Administração e Infraestrutura da UFMS, Augusto Malheiros. “O processo licitatório não está atrasado. Basicamente a reforma do Morenão é elétrica, hidráulica e acessibilidade já que o estádio é uma edificação de 50 anos e hoje temos uma realidade dentro das normas de segurança completamente diferentes quando da sua construção”, afirma.
 
Segundo ele, esse processo já está em andamento. “Já foi deflagrado. As vezes para o leigo é só aquilo que consegue ver publicado no jornal, mas toda essa parte que antecede a publicação já está em andamento. São providências exigidas em lei que estão atendidas por parte da Fapec que tem essa competência para gerir esse recurso”, completa.
 
Estadual
 
O Campeonato Sul-Mato-Grossense tem a primeira rodada no dia 2 de fevereiro, uma quarta-feira. Pelo Grupo A, o campeão Costa Rica EC recebe o Operário FC no Estádio Laertão e, no Morenão, jogam EC Comercial contra o União ABC. A SER Chapadão folga.
 
No Grupo B, o Aquidauanense FC recebe o CE Naviraiense no Estádio Noroeste e, no Douradão, jogam Dourados AC contra o Coxim AC. EC Águia Negra estreia na segunda rodada.
 

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados