• Início
  • Notícias
  • ‘Mercado de trabalho pedia’, diz Fiorella Mattheis sobre motivo de colocar silicone muito jovem

‘Mercado de trabalho pedia’, diz Fiorella Mattheis sobre motivo de colocar silicone muito jovem

Imagem: Reprodução/Instagran
Fiorella Mattheis abriu o coração para a Vogue e contou como foi o começo de sua carreira como modelo, tomando a decisão de implantar próteses de silicone nos seios com apenas 17 anos. “Comecei a modelar com 14 anos e minha carreira como modelo deslanchou rapidamente. Inspirada pelo mercado da época, aos 17 anos tomei a iniciativa de colocar próteses mamárias”, começou.
 
“Tudo começou por incentivo da agência, na época, que relacionou o número do meu sutiã com a possibilidade de conseguir mais trabalhos. E assim foi. Fiz a cirurgia em abril, fui morar em Milão em maio e em junho eu voltei ao Brasil para uma grande campanha de lingerie substituindo ninguém menos que Gisele Bündchen. A partir dali uma nova porta se abriu apenas porque passei a ter seios maiores, continuou a modelo, que hoje sabe que seu corpo não estava totalmente maduro quando ela tomou essa decisão. “Menstruei pela primeira vez aos 15 anos – e não tinha uma silhueta formada. Hoje sei que meu corpo ainda estava se desenvolvendo.”
 
De acordo com Fiorella, o aumento das mamas não veio de um desejo dela, mas sim de exigências para conseguir trabalho como modelo. “Nunca sofri bullying, não me sentia mais ou menos segura, mais ou menos sexy… era completamente feliz com o corpo que eu tinha. Coloquei a prótese de silicone apenas porque o mercado de trabalho pedia esse tipo de silhueta.”
 
 
A modelo removeu as próteses recentemente após o rompimento de uma delas, o que causou muita inflamação. “Meu médico precisou fazer uma lavagem com antibiótico e retirar bastante tecido da minha mama para poder eliminar possíveis células doentes. Entretanto dei muita sorte e o resultado não poderia ser melhor. Tive uma recuperação maravilhosa, fiz fisioterapia pós-explante e usei um adesivo para melhorar a minha cicatriz. Me livrei de um problema, ganhei duas marcas embaixo do peito, mas com o tempo elas vão embora”, finalizou.

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados