• Início
  • Notícias
  • Seleção vence Venezuela de virada e dispara na liderança das Eliminatórias

Raphinha entrou no segundo tempo em sua primeira convocação e fez a diferença nos gols brasileiros

Seleção vence Venezuela de virada e dispara na liderança das Eliminatórias

Por Rogério Vidmantas
Imagem: Lucas Figueiredo/CBF
Ramírez abriu o placar no primeiro tempo, mas Marquinhos, Gabigol e Antony mudaram o jogo no segundo
 
A Seleção Brasileira ficou longe de fazer um bom jogo, mas foi suficiente para mais uma vitória nas Eliminatórias da Copa do Mundo Catar 2022. Pela 11ª rodada, nesta quinta-feira (7), em Caracas, o Brasil saiu perdendo para a Venezuela no primeiro tempo, gol de Eric Ramírez, mas virou no segundo, com Marquinhos, Gabriel Batista e Antony decretando o placar de 3 a 1 (veja abaixo).
 
A rodada teve ainda empates sem gols entre Uruguai e Colômbia em Montevidéu e Paraguai e Argentina em Assunção. O Equador venceu a Bolívia por 3 a 0 em Guayaquil e o Peru venceu o Chile por 2 a 0 em Lima. 
 
Na classificação, o Brasil lidera com 27 pontos, a Argentina tem 19, Equador e Uruguai tem 16 pontos cada, fechando o G4. A Colômbia tem 14 pontos e ocupa a quinta posição, na vaga de repescagem
 
O Jogo
 
A Seleção Brasileira começou a partida pressionando a Venezuela e levou perigo logo aos seis minutos. Paquetá deu bom passe para Gabi, que ajeitou para a perna esquerda e finalizou da entrada da área muito perto da trave adversária. Os donos da casa responderam logo depois e abriram o placar na cabeçada de Eric Ramírez, na marca dos dez, aproveitando cruzamento de Soteldo e escorregão duplo de Marquinhos e Thiago Silva.
 
Aos 17 minutos, Danilo colocou a bola na área, Paquetá finalizou com perigo, e a bola sobrou para Gabriel Jesus, que tirou tinta da trave direita de Graterol. No lance seguinte, o camisa 9 quase completou cruzamento da esquerda, mas cabeceou para fora. A equipe brasileira seguiu no campo de ataque e quase empatou aos 21. Everton Ribeiro recebeu de Paquetá pela esquerda e cruzou para o meio, tentando encontrar Gabi. A bola desviou na marcação e foi direto para a trave. Nos instantes finais antes da saída para o intervalo, a Venezuela voltou a finalizar e arriscou com Peñaranda e Machís, que foram parados em boas defesas de Alisson.
 
O Brasil voltou para o segundo já no ataque. Antes do primeiro minuto, Raphinha recebeu bom passe de Gerson, avançou para o meio e cruzou na área, mas viu Ferraresi fazer o corte. Depois, aos 11, Thiago Silva cabeceou para o fundo das redes após cobrança de falta de Guilherme Arana, mas a arbitragem assinalou impedimento no lance. Até que, na marca dos 25, Raphinha cobrou escanteio da esquerda, e Marquinhos subiu mais alto para cabecear para o fundo das redes e empatar a partida em 1 a 1.
 
Após igualar o placar, o Canarinho seguiu no ataque e sem dar espaços para os adversários. Aos 36, Vinicius Jr recebeu na área e finalizou para defesa de Graterol. No rebote, Gabi dominou e foi derrubado. Na cobrança do pênalti, o próprio camisa 21 bateu e virou para o Brasil. Já nos acréscimos, aos 50, Emerson passou pela direita para Raphinha, que levou até a linha de fundo e tocou na medida para Antony completar para o gol e fechar o placar em 3 a 1.
 

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados