• Início
  • Notícias
  • Em roda de conversa, Câmara debate prevenção ao suicídio

Vereador Sergio Nogueira e professor Edilson dos Reis em roda de conversar sobre vida e suicídio

Em roda de conversa, Câmara debate prevenção ao suicídio

Imagem: Valdenir Rodrigues
- Evento proposto pelo vereador Sergio Nogueira contou com a participação do professor da UFMS, Edilson dos Reis -
 
 
Em uma roda de conversa, a Câmara Municipal de Dourados recebeu o professor da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul – UFMS, Edilson dos Reis, para falar sobre 'Vida Saudável é o Melhor Caminho para Prevenir o Suicídio'. O especialista em Gerenciamento de Crise e Prevenção do Suicídio e Pós-graduado em Saúde Mental, foi convidado pelo vereador Sergio Nogueira (PSDB). Respeitando os protocolos de biossegurança, vários representantes da sociedade participaram do evento, como policiais militares, colaboradores da área da Educação, psicólogos, indígenas, funcionários da Casa e assessores dos vereadores.
 
 
É um tema que ainda tem um estigma na sociedade, conforme assegurou Edilson dos Reis. Mas é preciso falar em suicídio, pois “desperta no sujeito em sofrimento um ambiente dele ouvir, principalmente, apontar os caminhos de onde e como buscar ajuda, e o mais importante é esse sujeito identificar a sua dor, a sua angústia, e procurar tratamento”, disse.
 
 
O suicídio acomete pessoas de diferentes idades, mas os sintomas são os mesmos. “Primeiro precisamos observar a mudança de comportamento, que é o primeiro sinal de alerta. Segundo, a permanência em gostar de se manter isolado socialmente. Terceiro é o que se fala, não só em sua oralidade, mas também nas redes sociais, como as frases 'eu sou um peso para as pessoas', 'as pessoas não se importam comigo', 'as pessoas vão ser mais felizes sem mim'. Tudo isso são indicativos de que a pessoa não está contente com ela, ou seja, está deixando de acreditar, está em um quadro de desesperança”, mencionou o professor universitário.
 
 
A partir destes sinais, Reis apontou que é o momento ideal para que ocorra a intervenção. “Precisamos sentar e perguntar o que está acontecendo, como podemos ajudar. E as palavras fundamentais são eu me importo com você”, ressaltou.
 
 
A roda de conversa levantou a possibilidade de esperança e de conscientização. “O suicídio pode ser evitado quando se abre um canal de comunicação, um espaço de circulação da palavra de dor e sofrimento, acolhimento e, principalmente, sem julgar as pessoas que estão passando por dor, sofrimento e angústia”, reiterou Edilson dos Reis.
 
 
O propositor do evento, Sergio Nogueira, enfatizou que foi um momento de compartilhar informações e conhecimentos para a prevenção de um mal assola a sociedade. “Infelizmente, Dourados apresenta a maior taxa de suicídios do Centro-Oeste. Precisamos falar sobre o assunto e disseminar os meios que as pessoas podem pedir ajuda. Que saibamos ouvir o próximo, pois valorizar a vida é um dos passos mais importantes para a prevenção do suicídio. O valor de uma vida não tem preço. A vida é o dom mais precioso que Deus nos concedeu”, finalizou o vereador.

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados