• Início
  • Notícias
  • ‘Vamos caçá-los e fazer vocês pagarem’, diz Biden após ataques do Estado Islâmico-K em Cabul

Vamos caçá-los e fazer vocês pagarem', diz Biden após ataques do Estado Islâmico-K em Cabul

‘Vamos caçá-los e fazer vocês pagarem’, diz Biden após ataques do Estado Islâmico-K em Cabul

Presidente Joe Biden dos EUA em um pronunciamento após ataque terrorista no aeroporto de Cabul em 26 de agosto — Foto: Jonathan Ernst/Reuters
“Não vamos perdoar. Não vamos esquecer. Vamos caçá-los para fazer vocês pagarem”, afirmou o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, ao falar nesta sexta-feira (26) sobre os responsáveis pelas explosões que deixaram várias vítimas no aeroporto internacional de Cabul, capital do Afeganistão.
Ele reafirmou a continuidade da missão de retirada de norte-americanos e civis afegãos aliados do país e disse que “esses terroristas do Estado Islâmico não vão vencer. Vamos resgatar os americanos. Vamos tirar nossos aliados afegãos. E nossa missão continuará. A América não será intimidada”.
“Eu instruí os militares em tudo que eles precisassem – se eles precisarem de força adicional, eu concederei”, garantiu.
Heróis
Biden ainda chamou de heróis os 12 militares que “deram suas vidas” para salvar pessoas em uma operação que já retirou mais de 100 mil do Afeganistão nos últimos 11 dias, e disse que eles são o que há de melhor nos EUA.
O Pentágono fala em “ataque complexo” e diz que há 12 militares americanos entre os mortos e ao menos 15 agentes feridos. Fontes do governo afegão dizem que ao menos 60 civis morreram e 140 ficaram feridos.
‘Confiança’ no Talibã
Questionado se confia no Talibã, com quem foi feito um acordo para garantir a segurança no aeroporto e a retirada dos estrangeiros do país até o dia 31, Biden afirmou que acredita que o grupo deve manter sua parte por uma questão de interesse próprio.
“Não é uma questão de confiança. É uma questão de interesse próprio mútuo”, resumiu.
“Estamos apenas contando com seu interesse próprio para poder continuar suas atividades. E é do interesse deles que partamos quando dissemos e que retiremos o máximo de pessoas possível ”, disse ele.
A Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) confirmou que o ataque ao aeroporto internacional de Cabul foi um atentado terrorista, condenado pelo Talibã.
O EI-K, responsável pelas explosões, é mais radical do que o Talibã e criticou o acordo de paz responsável pela retirada estrangeira do Afeganistão.
O secretário de Defesa dos EUA, Lloyd J. Austin III, lamentou as mortes dos militares que atuavam no controle do aeroporto em um comunicado, mas confirmou que a retirada continua, como mais tarde Biden corroborou.
O aeroporto internacional Hamid Karzai é a única porta de saída do país para milhares de estrangeiros e afegãos que tentam, desesperados, embarcar nos voos de retirada organizados pelos países ocidentais.
“Podemos confirmar pelo menos uma outra explosão no hotel Baron ou próximo a ele, a uma curta distância do portão da Abadia”.
O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, disse que “condena veementemente o horrível ataque terrorista fora do aeroporto de Cabul”. “Nossa prioridade continua sendo evacuar o máximo de pessoas para um local seguro o mais rápido possível”.
Risco ‘iminente’ de atentado
O presidente dos EUA, Joe Biden, foi informado sobre ataque durante uma reunião com autoridades de segurança sobre a situação no Afeganistão, segundo a Reuters.
Mais cedo, EUA, Reino Unido e Austrália alertaram para o risco de um atentado “iminente” no local e pediram a seus cidadãos que abandonassem imediatamente a área do aeroporto devido a uma ameaça terrorista.
“As informações obtidas ao longo da semana são cada vez mais sérias e fazem referência a uma ameaça iminente e grave”, afirmou mais cedo o secretário de Estado britânico das Forças Armadas, James Heappey. “É uma ameaça muito séria, muito iminente”.
Fonte: G1
 

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados