Ruivinha de Marte do Tik Tok revela fome e traições

Imagem: Reprodução/Instagram
Ruivinha de Marte, de 24 anos, é uma das mais novas influenciadoras digitais a fazer sucesso nas redes. Anny Bergatin, nome de batismo da jovem, que nasceu em Urucará e foi criada em Manaus, tem 4,8 milhões de seguidores no Instagram e 13,3 milhões no TikTok.
 
 
 
O vídeo de uma dancinha desengonçada viralizou e, assim, ela se tornou uma web celebridade e, atualmente, é presença frequente em atrações televisivas, como no programa “Hora do Faro”, nesse domingo (15), na Record.
 
Ruivinha também é cantora e um de seus clipes, o “Não te quero mais”, contabiliza mais de 18 milhões de visualizações.
 
Traições“Meu sonho era ser ruiva. Como levei muitos chifres na vida, resolvi dar um tapa no visual. Na época, eu pintava quadros, e como eu sabia fazer de tudo um pouco, minhas amigas diziam ‘você não é deste mundo, sabe cantar, pintar e maquiar’, e nunca estudei nada disso. Como já tinha muita ‘ruivinha’ no Instagram, criei o nome pelo qual fiquei conhecida”, contou.
 
Fome“Quando eu fazia estágio, a gente passava por uma necessidade muito grande. Eram dois ou três dias seguidos sem nada para comer. Quando recebia, comprava comida e pagava metade da minha faculdade atrasado. Mesmo assim, investi o salário num celular bom para gravar vídeos”, relembra, citando a dificuldade para sobreviver e completar a graduação em Jornalismo.
 
“Virei influencer e as coisas melhoraram, mas não como hoje. Com as publicidades, eu ainda tinha que pagar a mensalidade da faculdade e colocar comida na mesa. Nunca era o suficiente. Tem dia que eu recebia, e outros em que não tinha nada. Eu tinha vergonha de expor isso na internet. As pessoas poderiam achar que eu estava me vitimizando. No começo, quando não tinha muitos seguidores, meu valor não era tão alto. Por trás do que as pessoas viam na internet, tinha eu gravando vídeo sem comer nada, com medo de pedir ajuda e as pessoas jogarem na cara. Só porque tenho muitos seguidores acham que sou rica. Me escondi esse tempo todo”, desabafou.
 

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados