Banner São Bento

Marmitaria estava inativa e foi montada após vencer licitação em Dourados

compartilhe:

A empresa Marmiquente Comércio de Bebidas e Alimentos Ltda., é o alvo central da Operação Purificação, desencadeada na manhã desta terça-feira em Dourados. Atualmente, ela tem como proprietário Ronaldo Gonzales Menezes, que foi preso temporariamente.

A investigação descobriu, porém, que a empresa não tinha equipamentos e nem funcionários até participar, sozinha, de um pregão presencial feito pela prefeitura de Dourados.

Esta informação foi revelada durante a entrevista coletiva do delegado que conduz as investigações, Denis Colares, e do chefe da delegacia regional de combate ao crime organizado da PF, Fabrício Rocha (foto acima).

A ‘Marmiquente’ estava inativa desde 2014 e só teria sido reativada após participar do processo licitatório realizado pela prefeitura. Quando foi escolhida pela Fundação de Saúde para fornecer as marmitas, foi estruturada, segundo revelado na coletiva.

A entrevista coletiva aconteceu na sede da Polícia Federal em Dourados, quando foi anunciado que os oito mandatos de busca e apreensão e o de prisão temporária foram cumpridos.

O processo licitatório alvo da operação de hoje foi feito em 2017.

Os crimes investigados na Operação Purificação são de estelionato qualificado (art. 171, parágrafo 3º), uso de documento falso (art. 304) e associação criminosa (art. 288), todos do Código Penal, além de fraude à licitação (art. 90 da Lei 8.666/90).

Os policiais estiveram na Secretaria Municipal de Saúde e na sede da Fundação Municipal de Saúde de Dourados. A fundação administra o Hospital da Vida e a UPA.

A operação envolveu 32 policiais federais e tem apoio do Ministério Público Federal, investigando atos de corrupção em processos licitatórios para aquisição de marmitas que servem de alimentação a funcionários das unidades de saúde e pacientes.

 

O QUE SIGNIFICA

 

O nome da operação se refere a “depurar, expurgar, sanear” os processos licitatórios no âmbito da Administração Pública com verba federal.

 

Fotos: Adilson Lente Nervosa

Fercical
Jeep

WHATSAPP DIÁRIO

Logo whatsapp Diario MS