Keverson marca e Aquidauanense vence Comercial em casa

Vitória por 1 a 0 mantém Azulão na briga pela terceira posição do Estadual com Operário

Rogério Vidmantas

Keverson, artilheiro do Azulão, voltou a marcar no Estadual e garantir a vitória em casa (Vinicius Eduardo Photo)

 

O Aquidauanense FC voltou a vencer no Campeonato Sul-Mato-Grossense para deixar a instabilidade do ambiente após a desclassificação da Copa do Brasil para trás. Neste domingo (16), o Azulão recebeu o EC Comercial e venceu pelo placar mínimo. O gol de jogo foi marcado por Keverson, cobrando pênalti, ainda no primeiro tempo.

Agora com sete pontos, o Aquidauanense mantém a disputa pela terceira posição com o Operário FC, mas com a vantagem de ter uma partida a menos, que será disputada na próxima quarta-feira (19), em Rio Brilhante, contra o líder Águia Negra. O Colorado segue com quatro pontos, na quinta posição, e joga no sábado (21) o clássico com o Operário.

O jogo

O primeiro lance de perigo no Estádio Noroeste foi do Comercial aos oito minutos. Wallace recebeu cruzamento da esquerda e bateu firme, obrigando Dida a fazer uma grande defesa. Aos 20, foi a vez do Azulão assustar em cabeceio de Agnaldo que passou perto do gol, mas para fora. Pouco depois foi a fez de Otacílio Neto desperdiçar a chance de marcar, mas o chute, que desviou na zaga e tirou o goleiro Lucas da jogada, foi para fora.

Na insistência, o gol azul saiu. Aos 38 minutos, Agnaldo invade a área e, na disputa com o zagueiro Ventura, é derrubado. Pênalti anotado pelo árbitro Augusto Domingues Borges Ortega e cobrado por Keverson com perfeição, abrindo o placar. Aos 44, Otacílio Neto ainda teve a chance de ampliar, mas Mumú, em cima da linha, evitou o gol.

Na etapa final o Aquidauanense continuou melhor e logo aos quatro minutos Otacílio Nete teve mais uma chance em cruzamento pela esquerda de Jô, mas a bola, depois do desvio do atacante, foi para fora. Aos 30 minutos, o empate quase aconteceu em conclusão de Thiaguinho, mas Dida apareceu de novo, fazendo a defesa em dois tempos. Aos 45, foi a vez de Diego Morais perder o que seria o segundo gol, e a vitória do Aquidauanense ficou mesmo em 1 a 0.