São Bento 03

Dengue cresce mesmo na estiagem e casos chegam a 55 mil neste ano

Até ontem foram 31.814 casos confirmados da doença; Dourados notificou 2.771 casos, segundo Saúde estadual

 

A dengue continua aumentando em Mato Grosso do Sul mesmo com o período de estiagem que em outros anos causava estagnação das notificações.

Levantamento divulgado ontem pela Secretaria Estadual de Saúde mostra que de janeiro até agora foram notificados 55.107 casos suspeitos da doença. São 31.814 casos confirmados, 349 a mais que na semana passada. Dos 79 municípios sul-mato-grossenses, 74 estão com alta incidência de dengue. Maior cidade do estado com quase 900 mil habitantes, Campo Grande lidera em número de casos confirmados da doença, com 15.400 pessoas infectadas pela dengue. Três Lagoas tem 3.491 casos confirmados e Dourados, 2.771. Em Ponta Porã, a dengue afetou 1.024 moradores.

Neste ano, 26 mortes em decorrência da dengue já foram confirmadas em Mato Grosso do Sul. Foram oito em Campo Grande, sete em Dourados, três em Três Lagoas e duas em Coxim. Também houve morte em Amambai, Maracaju, Ponta Porã, Corumbá, Costa Rica e Miranda.

BRASIL

O número de casos de dengue está quase sete vezes maior em 2019, na comparação com 2018, de acordo com boletim epidemiológico do Ministério da Saúde. De janeiro a 24 de agosto, foram registrados 1,4 milhão de casos da enfermidade em todo o Brasil.

Para o Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, o mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya se espalhou e se adaptou a regiões que, anos atrás, eram pouco atingidas. Os fatores ambientais, como alto volume de chuvas e altas temperaturas também favoreceram o aumento dos casos. Além desse fator, a circulação de um subtipo de vírus específico, sorotipo 2, deixou em alerta todos os estados e municípios.

“O sorotipo 2 não circulava no nosso meio há muito tempo. Ele reapareceu, é mais grave e reinicia um ciclo, pois tem muita gente que não tem imunidade, nunca teve contato com esse sorotipo”, explicou o Ministro.

Segundo o Ministério da Saúde, existem quatro tipos de vírus de dengue – os sorotipos 1, 2, 3 e 4. Cada pessoa pode ter os quatro sorotipos da doença, mas a infecção por um sorotipo gera imunidade permanente para ele.

CUIDADOS

Todos precisamos prevenir nossas famílias e amigos das três doenças: dengue, zika e chikungunya, que são graves e podem matar. Para isso, é necessário fazer a limpeza diária de casa, verificando ralos, calhas, tampas e garrafas com água.

Para mais informações, acesse http://saude.gov.br/combateaedes.

 

Jeep

WHATSAPP DIÁRIO

Logo whatsapp Diario MS