São bento 01

Cia. Última Hora, de Dourados, prepara a peça “Uma Sombra na Escuridão”

compartilhe:

A peça está em processo de criação e tem estreia prevista para o mês de outubro, no Casulo Espaço de Cultura e Arte

 

O ano de 2019 traz uma nova montagem teatral para o repertório da douradense Cia. Última Hora, o melodrama “Uma Sombra na Escuridão” está em processo de criação e estreia no mês de outubro no Casulo Espaço de Cultura e Arte.

Esta peça é a 5ª obra da trupe, seguida de “A menina sem chapéu e o lobo que nãoera mau” (2014); “Tristão e Isolda” (2014) que ganhou o Prêmio Funarte Artes na Rua 2014e circulou no ano de 2015 por dez cidades no Mato Grosso do Sul, São Paulo e Paraná;“Fragmentos de Corpos Urbanos” (2016) que recebeu o Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna 2014 e apresentou em nosso estado e no Rio Grande do Sul; e “Meu Mano Humano”(2017), o espetáculo para crianças contemplado com o Prêmio Rubens Corrêa de Teatro2016 da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul.

O grupo, que nasceu nos corredores do Curso de Artes Cênicas da UFGD, estudaeste melodrama para ampliar diálogos teatrais nas pesquisas da companhia, e paracontemplar três atrizes que estão se formando no curso – esta montagem também será otrabalho de conclusão de Aline Domingos, Giovanna Lavagnoli e TiemyIkegami. Comorientação dos artistas, que também integram o elenco, Ariane Guerra e Markus Chaves – este que atualmente investe concomitantemente em seu solo “Fulaninho” estreado em 2018; a peça visitará a comicidade brincando com uma “estética televisiva”, sátiras, novelasmelodramáticas, não esquecendo um dos motes de trabalho da companhia – a relação entrea pesquisa musical e a pesquisa corporal.

A dramaturgia, segundo o autor Marcelo Adams, traz uma “comédia policial quebrinca com os clichês de filmes de detetives particulares dos anos 1940 e 1950”. Completam

o elenco os artistas Junior Souza, Lucas Oliveira e Alan Aguiar; Albano Pimenta assina acriação audiovisual, Rodrigo Bento a iluminação e Tig Vieira o design gráfico.

Para que a montagem seja edificada, o grupo lançou uma campanha definanciamento coletivo na plataforma “Catarse”, pode ser acessado por qualquer pessoaatravés do endereço eletrônico www.catarse.me/sombra e a partir de R$ 10 todos podemcontribuir, recebendo, inclusive, algumas recompensas que vão de bottons a camisetas e outros mimos.

Esta maneira de financiamento, chamada de Crowdfunding, é uma alternativa viável, principalmente na atual conjuntura onde o campo das Artes sofre com poucosinvestimentos na Cultura.

O grupo pede a contribuição da comunidade douradense, parafortalecer esta peça e continuar bem representando o nome da companhia e da cidade emoutros cenários artísticos. Como curiosidade, a Cia. Última Hora tenta viabilizar a montagemdeste texto desde o ano de 2015, e agora em 2019 consegue firmar a pesquisa e a campanhapara tornar esse desejo possível.

Jeep

WHATSAPP DIÁRIO

Logo whatsapp Diario MS