Diário MS
Get Adobe Flash player

SUL-MATO-GROSSENSE: Nei César quer Sete mais agressivo para reverter vantagem do Novo

Divulgação/Sete

NEI CÉSAR quer time mais agressivo para reverter vantagem do Novo

O Sete de Dourados iniciou ontem a semana em que precisa obrigatoriamente buscar a vitória no próximo jogo para seguir na disputa pela manutenção do título conquistado em 2016. No domingo, às 16h, no Estádio Douradão, o Novo, de Campo Grande, joga pelo empate para chegar à final por ter vencido o jogo de ida por 1 a 0. O time douradense precisa vencer, por qualquer placar, para se classificar.

Na reapresentação dos jogadores que foram utilizados no domingo, o técnico Nei César cobrou mudança na atitude para superar o adversário. “Sabíamos que o Novo seria o adversário mais difícil que enfrentaríamos no Campeonato Estadual e isso ficou muito claro no domingo. Agora precisamos vencer e isso só será possível se formos muito mais agressivos do que fomos ao primeiro jogo”, resume. Para ele, o time precisa ser mais produtivo e melhorar o índice de aproveitamento das chances criadas.

Apesar da necessidade de pressionar, o técnico analisa também a preocupação com a vantagem de empate do Novo, que deve usar isso para explorar os contra-ataques. Para ele, essa agressividade maior do Sete precisa ser aliada ao equilíbrio. “É um jogo que precisamos ter muita atenção. O Novo é uma equipe muito boa com jogadores de frente inteligentes. Então, sabemos quais os pontos fortes do adversário. Mas nós também somos uma equipe com qualidades e já mostramos isso em diversos jogos na temporada. Temos condições de reverter a vantagem do adversário”.

Em campo, o treinador começa a preparar o time com uma alteração obrigatória, já que o lateral Bahia foi advertido com o terceiro cartão amarelo e está suspenso. Tarracha, o substituto imediato, deve ocupar a vaga. Nas outras posições, o time deve ser mantido.

INGRESSOS

A diretoria do Sete colocou à venda os ingressos para o jogo decisivo desde a última sexta-feira em três pontos já tradicionais. As lojas de esportes Camisa 10, no Centro, e Salim Esportes, na Coronel Ponciano, e no quiosque do Sete no Shopping Avenida Center.

Os preços seguem os mesmo da temporada. As cadeiras cobertas custam R$ 20 e arquibancadas centrais R$ 10. A novidade é ingressos diferenciados para o setor verde (arquibancadas laterais) com ingressos custando apenas R$ 5. “Precisamos do apoio do torcedor neste jogo em todos os sentidos. O incentivo nas arquibancadas e o financeiro com a compra de ingressos. Vamos em busca de mais uma final, o que significa muito para o clube, principalmente na próxima temporada”, explica o gestor do Sete, Tony Montalvão.

O dirigente se refere à vaga na Copa do Brasil de 2018, garantida aos finalistas do Campeonato Estadual, além do lugar em mais uma Série D do Campeonato Brasileiro. Neste ano, o Sete vai disputar pela segunda vez a competição nacional e que se manter neste cenário.