Diário MS
Get Adobe Flash player

Site de vendas vira espaço para golpe do carro barato e delegado faz alerta

OLX | Duas pessoas já registraram boletim de ocorrência em Dourados para denunciar que foram enganadas

 

HELIO DE FREITAS

Especial para o Diário MS

Reprodução

CORSA sendo anunciado em classificado online pela metade do preço de mercado; polícia pede cuidado

Maior classificado online do país, a OLX se tornou o paraíso dos golpistas. Estelionatários aproveitam o espaço para ganhar dinheiro fácil, passando para trás pessoas de boa fé. Carros anunciados pela metade do preço de mercado são as principais iscas. Em Dourados, duas pessoas procuraram a Polícia Civil em junho deste ano para denunciar o golpe, mas o número de enganados pode ser bem maior.

 

Em fevereiro deste ano, uma moradora de Campo Grande perdeu R$ 3,7 mil ao tentar comprar um Onix em um classificado online. Mesmo com as denúncias à polícia, os golpistas continuam agindo livremente.

 

Atualmente, o anúncio de dois Corsas, um branco e um vermelho, chama a atenção pelo valor de venda. Golpistas estão anunciando os dois modelos ano 98 por R$ 4.990 – quase a metade do valor de mercado.Os dois carros estavam sendo anunciados por Campo Grande, mas na semana passada os “vendedores” mudaram a estratégia e fizeram o anúncio como se fossem de Dourados.

 

Um morador de Naviraí, por pouco não caiu no golpe. Servidor público estadual, nas horas vagas ele compra e revende carros usados para complementar a renda.

 

Ele disse à reportagem que o preço baixo do carro chamou sua atenção. Através do telefone de contato divulgado no anúncio, ele entrou em contato com a suposta vendedora e ficou desconfiado.

 

“Tentei marcar encontro para ver o carro, mas o malandro não foi. Aí perguntei se eu podia dar sinal [pagar um valor adiantado] para garantir o negócio. A vendedora disse que eu poderia fazer um depósito, mas não chegou a informar o valor nem a conta”, disse ele.

 

Na sexta-feira, 14, a reportagem entrou em contato com a pessoa que anuncia um Corsa branco ano 98 por R$ 4.990. “Única dona, 1.6 8v, nada a fazer, tudo pago 2017. Pneus novos, ar gelando, direção, trava, alarme, lacrado de frente e fundo, nunca bateu”, diz o anúncio.

 

O anúncio informa que a vendedora mora no bairro Universitário, em Campo Grande, mas, na conversa pelo Whatsapp a pessoa disse que o veículo está em Dourados.A reportagem pediu então que a pessoa informasse o endereço onde estava o carro. A suposta vendedora encaminhou uma certidão do CNPJ, em nome de uma garagem de veículos da Avenida Weimar Gonçalves Torres, que fechou as portas recentemente em Dourados.

 

O endereço que consta na certidão é na Avenida Hayel Bon Faker, no Jardim Água Boa, mas o número informado no documento não foi encontrado. Uma consulta ao site da Receita Federal revela, no entanto, que o CNPJ é legítimo.

 

A reportagem insistiu para ver o carro, perguntou sobre o endereço informado na certidão do CNPJ, mas o interlocutor, que usa foto de uma mulher no perfil e diz se chamar Érica, bloqueou a conversa. O anúncio continua ativo no site de vendas.

 

POLÍCIA

 

“Tanto o comprador quanto o vendedor tem que adotar certos cuidados. Marcar encontro pessoal, pedir para um amigo ou parente acompanhar, efetuar o pagamento somente após ver o carro e checar sua procedência, bem como a outra pessoa. Entregar o carro somente após conferir o valor total combinado e ter cuidado o chamado golpe do depósito com envelope vazio”, afirmou o delegado regional de Dourados, Lupérsio Degerone.

 

“O primeiro contato é pelo celular, internet, mas a negociação tem que ser finalizada olho no olho. Sempre que possível, tire foto de forma discreta do outro negociador, pode ajudar numa eventual investigação”, completou o policial.

 

VÍTIMAS

 

No dia 7 de junho deste ano, um estudante de 23 anos procurou a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) para denunciar que tinha sido vítima do golpe da OLX. Ele negociou a compra de um Fiat Uno por R$ 10 mil e efetuou dois depósitos, de R$ 7.800 e de R$ 900, mas o carro não foi entregue e ele nunca mais conseguiu falar com o suposto vendedor.