Banner São Bento

Se goteira em ônibus for comprovada, empresa será multada, diz prefeito

compartilhe:
Foto: CG News

CG NEWS

Cena inusitada de uma passageira com guarda-chuva para se proteger de goteira em ônibus, conforme o prefeito Marquinhos Trad (PSD), pode render multa ao Consórcio Guaicurus. Problemas devem ser denunciados com número do carro e linha.

“Essa fotografia, real ou não, serve de alerta. Denúncia é muito boa porque vai direto no ônibus se nos der dados específicos. A população tem que ajudar, não pode ficar tudo em cima do gestor”, esclareceu Marquinhos, depois de agenda pública nesta quinta-feira (7).

Notificação da empresa precede a multa, tendo ainda prazo para que esta se defenda em relação a demanda dos passageiros. O diretor-presidente da Agereg (Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos) Vinícius Leite Campos recomenda que a reclamação seja encaminhada para a autarquia, apesar do consórcio também registrá-la.

“O Consórcio envia mensalmente as demandas alegando que foram atendidas, então faça a denúncia para a gente e os notificamos. Se confirmada a culpa é aplicada multa de 5% sobre o valor da receita diária por dia de descumprimento do contrato”, explicou Vinícius.

No caso da passageira com guarda-chuva, o flagrante ocorreu na quarta-feira (6) dentro de ônibus da linha 089, que interliga os terminais Guaicurus e General Osório na Capital. Este chamou a atenção da professora Flávia Laís Alarcon, 29 anos, que estava no veículo.

Fiscalização – O transporte coletivo urbano é fiscalizado pela Agetran (Agência Municipal de Trânsito), que registra queixas pelo telefone 118. A auditoria dos veículos, inclusive, possui licitação em análise para que empresa terceirizada avalie itens de segurança e conforto.

Marquinhos ressaltou que, ainda que a tarifa tenha sido reajustada de R$ 3,55 para R$ 3,70 no fim de semana, esforço do consórcio ao renovar a frota com cem novos ônibus deve ser reconhecido por reduzir a idade média deles de nove anos e quatro meses para cinco anos.

“A missão da prefeitura é fazer as auditorias e fiscalizações para que cumpram os requisitos do contrato. Eles tem deveres que devem ser honrados”, frisou o prefeito.

Houve tentativa de contato com o presidente do Consórcio Guaicurus, João Rezende, para esclarecer o flagrante e possíveis soluções adotadas, porém este não foi localizado.

CORPAL
Jeep
Luau Indaiá-SAFETY

WHATSAPP DIÁRIO

Logo whatsapp Diario MS