Diário MS

Prefeitura de Nova Andradina retoma obra da Praça Brasil e garante entrega em 2017

INVESTIMENTO| prefeito José Gilberto Garcia garantiu que a praça será entregue até o dia 20 de dezembro

JOÃO CLÁUDIO

Serão realizados neste momento: a terraplanagem, calçamento, estacionamento, instalação elétrica e bancos

No dia 09 de setembro de 2013 a Praça Brasil, inaugurada no dia 31 de maio de 1978, foi totalmente destruída para ser construída uma nova praça no local.

Em dezembro do mesmo ano, o projeto de revitalização foi apresentado em solenidade realizada no anfiteatro da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) e reuniu representantes dos mais variados segmentos. De acordo com o prefeito da época, o investimento seria de mais de R$ 1,5 milhão.

O projeto apresentado indicava que a revitalização compreenderia uma área de 9.800,00 m² e seria executada em duas etapas. A primeira, realizada através de emenda parlamentar do deputado federal Geraldo Resende junto ao Ministério do Turismo, e na segunda etapa, com recursos do Governo Municipal.

Apesar de ter sido destruída e os projetos apresentados no ano de 2013, foi apenas em 2015 que a obra teria sido iniciada e a data de inauguração foi marcada para 1° de abril de 2016, porém, neste dia, nem 30% da construção havia sido concluída, o que gerou revolta nos moradores nova-andradinenses.

 

Manifesto

 

Um grupo, de aproximadamente 40 pessoas, se deslocou até a obra e em forma de manifesto pela não conclusão da revitalização da praça, colocou um laço em um dos tapumes que tapavam o local. Denominada “Inauguração da Praça Brasil”, a ação do grupo foi uma iniciativa popular e sem ligação com partidos políticos, clubes ou associações. Na época, um dos participantes afirmou que o convite havia sido feito pelas redes sociais e só foi quem realmente se sensibilizou com a causa.

De acordo com a administração da época, a obra não havia sido concluída por falta de verba do Governo do Estado, entretanto, no meio do ano, no período de eleição municipal, a obra foi retomada às pressas e a nova data de inauguração da mesma era 20 de dezembro do mesmo ano, o que novamente, não se concretizou.

 

 

primeira etapa de revitalização da obra, que tem emenda parlamentar do deputado federal Geraldo Resende e já está em andamento, tem o valor de R$ 790.098,17 e o valor de repasse é de R$ 780.000,00. De contrapartida há R$ 10.098,17 e de valor pago R$ 95.917,52. O saldo de repasse ainda não liberado é de R$ 702.592,08.

Serão realizados neste momento: a terraplanagem, calçamento, estacionamento externo, monumentos, instalação elétrica e de bancos

 

Já a segunda etapa de revitalização da obra, que receberá recursos do Governo do Estado de MS e que também já está em andamento após reprogramação feita junto a Agesul e aprovada em janeiro deste ano, tem o valor de R$ 1.868.165,86. De repasse será R$ 1.371.421,54 e de contrapartida com aditivo R$ 496.744,32. No total, o valor já pago é de R$ 761.900,86.

O saldo do repasse ainda não liberado é de R$ 685.710,77; o saldo de contrapartida é de R$ 420.554,23, sendo que R$76.190,09 já se encontram depositados na conta e o valor do aditivo I é de R$ 344.364,14.

Nesta etapa serão construídos sanitários e quiosques, instalação de luminárias e serviços de jardinagem e hidráulica.

A estrutura da nova Praça Brasil também contará com um pavilhão de 1.345,00 m² para a realização de eventos, seis quiosques de 30 m² cada, sanitários e 66 árvores, sendo 23 novas.