Banner São Bento

PF faz ação contra acusados de fraudar licitações de saneamento em 14 estados

compartilhe:

Ação da Polícia Federal ocorreu na capital e no interior paulista

A Operação Vinil, deflagrada pela Polícia Federal e pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) nesta segunda-feira, 27, identificou fraudes em mais de cem licitações de saneamento básico em ao menos 13 Estados. Segundo a PF, mais de 50% das fraudes ocorreram em licitações em São Paulo.

A Polícia Federal (PF) fez ontem  uma operação contra quatro empresas acusadas de formar um cartel para fraudar licitações de tubulações plásticas para obras de saneamento.

Vários mandados de busca e apreesão foram cumpridos na ação da Polícia Federal

Foram cumpridos 15 mandados de busca e apreensão, sendo 12 na Grande São Paulo e três em Santa Bárbara d’ Oeste, no interior paulista.

As ações foram realizadas nas sedes das companhias e nas residências de dirigentes e outras pessoas ligadas aos grupos.

A Polícia Federal desencadeou a ação com o apoio do CADE

Operação Vinil da Polícia Federal
Operação Vinil da Polícia Federal

As investigações começaram a partir de um acordo de leniência firmado por uma empresa com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

O cartel atuou, segundo a PF, em mais de 100 concorrências públicas em 14 estados.

Mais da metade das licitações fraudadas foram no estado de São Paulo.

O Delegado da Polícia Federal  falou sobre a ação

“A gente tem a ciência, a partir do acordo de leniência, de que havia tratativas entre as empresas para implementar uma atuação conjunta. A intensão era obter vantagens em licitações públicas. Esse acordo passou a vigorar efetivamente a partir de 2004”, detalhou o delegado Cláudio Alves Barreira.

As investigações estão sob sigilo de justiça, determinado pela 5ª Vara Cível Federal de São Paulo.

A operação da PF fez varias apreensões

Com os documentos e computadores apreendidos ontem, a polícia pretende investigar se houve a participação de outras empresas, como as executoras das obras, nas ilegalidades.

 

Veja também: Ações da PM em Dourados detém 21 pessoas no final de semana

CORPAL
Jeep
Luau Indaiá-SAFETY

WHATSAPP DIÁRIO

Logo whatsapp Diario MS