Diário MS
Get Adobe Flash player

O primeiro Dia dos Pais de Cézar

divulgação

“TRUE COLORS” é parte de campanha do Grupo Gay da Bahia que tem como objetivo mostrar que o amor não tem gênero e a importância das pessoas lutarem por um mundo sem preconceito

Em homenagem ao Dia dos Pais, o Grupo Gay da Bahia – GGB (uma das ONGs mais antigas de defesa dos direitos humanos do público LGBT do Brasil), lança uma emocionante campanha que retrata a história real de Cézar Sant’Anna, um pai que comemora a data pela primeira vez com seu filho. Com cenas embaladas pela música “True Colors”, o comercial destaca momentos marcantes e o cotidiano dessa relação narrados pelo filho, que demonstra todo seu amor, admiração, gratidão e as coisas que acha mais especiais no pai. Ao final, uma revelação tocante: o que o filho acha mais especial no pai é saber que ele veio de sua barriga.

Criada pela agência Propeg, o comercial tem como objetivo mostrar que o amor não tem gênero e a importância das pessoas lutarem por um mundo sem preconceito. Nesse momento em que o mundo se encontra, com relevantes transformações na sociedade, os debates sobre identidade de gênero estão cada vez mais em pauta – na mídia, nas telenovelas, nas conversas em família e entre amigos etc. É nesse contexto que Cézar se apresenta na peça publicitária, mostrando que, antes de ser Cézar, ele era Beatriz.

Sempre se questionando que algo incomodava, mas sem nunca saber o que era exatamente, Beatriz tentava se adaptar como mulher. Em 2006, ficou grávida e deu à luz uma menina, que hoje tem 11 anos (no filme, o menino que contracena com Cézar é um ator mirim). Com o tempo, as notícias sobre celebridades que haviam realizado transição de gênero clarearam sua mente e ela descobriu o que tanto lhe afligia. Aquele corpo não era o dela.

Depois de muitas conversas com a família e amigos próximos, Beatriz deu início ao processo de transição de gênero no final de 2015. Ao longo de pouco mais de um ano, Cézar foi surgindo e, hoje, agosto de 2017, ele comemora seu primeiro Dia dos Pais.

“Durante anos eu sofri muito achando que tinha algo errado comigo. Eu era uma pessoa medrosa, fraca, me sentia vagando num vazio existencial. Eu não tinha nenhuma referência sobre qual era o problema. Quando os debates sobre identidade de gênero e transgênero se fortaleceram e começaram a vir à tona as experiências de pessoas que vivenciaram as dúvidas e sensações que tive, fizeram a transição e se tornaram mais felizes e realizadas, caiu a minha ficha”, conta Cézar.

Hoje, após a transição, Cézar, que mora em São Paulo, se considera uma nova pessoa. “Estou mais confortável comigo mesmo, mais seguro e mais forte para encarar desafios, correr atrás dos meus objetivos. O melhor de tudo é que eu tenho o apoio da minha família e, principalmente, da minha filha, que foi a pessoa que melhor lidou com essa mudança. Ela falava ‘se você está feliz, eu fico feliz também’. E é assim que eu quero comemorar o meu primeiro Dia dos Pais. É fundamental que as pessoas passem a ver com naturalidade os transgêneros e a existência das diversas configurações de família. O filme mostra o que eu realmente sinto nesta data. Eu posso dizer, com toda a certeza, que eu nunca estive tão feliz em toda a minha vida”, conclui.

O filme “True Colors” foi criado pela agência Propeg, com produção da Vapt Filmes e produção de áudio da Lira Música, e pode ser visto no YouTube: http://bit.ly/2vTv9gW.