• Início
  • Notícias
  • Tarcísio Meira se declara para Glória Menezes após 60 anos juntos

Em 2004, Glória e Tarcísio foram os homenageados no Troféu Mário Lago, do Domingão do Faustão

Tarcísio Meira se declara para Glória Menezes após 60 anos juntos

Imagem: Divulgação
Casados desde 1962 e considerados referência dentro e fora da TV, Tarcísio Meira e Glória Menezes estão prestes a completar 60 anos de casados e também da parceria em cena.
Os dois deram uma entrevista exclusiva ao especial  “Os Casais Que Amamos“, que o canal Viva exibe no próximo sábado, dia 6 de junho. O Gshow adiantou um trecho da entrevista em que o artista, de 84 anos, declara seu amor e a profunda admiração que sente pela esposa e colega de trabalho, de 85. Dessa união nasceu Tarcísio Filho, único herdeiro do casal, e também ator.
“Nós fomos mudando, crescendo e envelhecendo ao mesmo tempo, então isso foi nos tornando também, além de tudo, parceiros, muito amigos e confidentes. É um sentimento muito especial que temos um pelo outro e, talvez por isso, porque nós sempre nos apegamos muito um ao outro e dependemos muito um do outro. Sinto muita falta de Glória e sei que ela sente a minha quando estou fora”, afirma Tarcísio.
Eles também relembram como se conheceram, na peça “Uma Pires Camargo”, e de quando trabalharam juntos na primeira novela diária do país, “2-5499 Ocupado” (1963), da TV Excelsior.
“Havia alguns diretores argentinos e eles insistiam que a gente fizesse novelas. Não nos sentíamos à vontade, mas fizemos porque éramos contratados da emissora. E nos espantamos ao ver que dias depois da estreia a novela era um sucesso”, conta o ator.
Na Globo, contracenarem em Sangue e Areia (1967), uma adaptação de Janete Clair, com direção de Daniel Filho. “Roberto Marinho acreditou na novela, no artista brasileiro. ‘Sangue e Areia’ foi feita com muito pouco recurso. Minha roupa de toureiro era muito bonita. Quando tínhamos que gravar, íamos para o terraço da emissora e se improvisava uma arena para eu tourear”, revela.
Entre as grandes obras da TV, o especial revisita ainda o clássico Irmãos Coragem (1970), em que o casal também esteve junto em ação. “Na novela eu fiz três papéis, Lara, Diana e Márcia. Era uma loucura, porque se você já troca muito de roupa com um personagem, imagina com três”, entrega a atriz, atualmente no ar na edição especial de Totalmente Demais.
Silvio de Abreu, autor e diretor do gênero Dramaturgia Diária e Semanal da Globo, destaca no programa a importância da dupla para a história da TV. “Tarcísio e Glória não são apenas o primeiro casal a fazer sucesso na telenovela, eles são a própria telenovela brasileira. Foi através do talento deles que outros casais apareceram, e através do talento deles que nós tivemos novelas impressionantemente boas e muito populares”, define.

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados