Escolher um ambiente adequado ajuda a fixar o conteúdo repassado pela escola

5 dicas para criar o hábito de estudo em casa

Por Assessoria de Imprensa
Imagem: Reprodução
O isolamento social para conter a proliferação do novo coronavírus levou boa parte dos estudantes a aderir ao ensino à distância. Então aí vão algumas dicas para se preparar e não deixar o conteúdo acumular.
 
Uma boa forma de criar o hábito de estudo é escolher um ambiente adequado. Isso ajuda a fixar o conteúdo repassado pela escola. O local deve ser organizado e contar com a ajuda e o apoio dos pais para que o estudante obtenha um bom rendimento escolar.
 
Segundo a coordenadora do Ensino Fundamental Anos Iniciais do Colégio Marista Goiânia, Andréa Prado, criar uma rotina e horário de estudo para ser seguida em casa ajuda o estudante a memorizar os conteúdos, compreendê-los e se sentir seguro para realizar as provas.
 
Mas como desenvolver esse hábito? Confira cinco dicas:
 
Estipular um horário
Essa medida ajuda a organizar o tempo do estudante, o que contribui para que ele consiga administrar melhor as demais atividades do dia a dia.
 
Escolher um local adequado
É importante que o estudante tenha em casa um local adequado para fazer suas tarefas escolares. Assim, poderá guardar de forma organizada os materiais que necessitará para realizar as atividades, como cola, tesoura, livros, revistas, jornais, entre outros.
 
Não assumir a atividade do filho
É imprescindível que os pais auxiliem seu filho e esclareçam possíveis dúvidas na hora da execução da tarefa, mas nunca assumam a atividade para si. Essa atitude ajuda o professor a medir o grau de dificuldade e o nível de conhecimento da criança ou adolescente.
 
Buscar parceria com a escola
É fundamental que os pais auxiliem seus filhos na execução das atividades escolares, mas o papel de ensinar continua sendo da escola. Então, é importante que pais e professores trabalhem juntos e mantenham uma boa comunicação para que a criança ou adolescente consiga obter um bom rendimento escolar.
 
Estimular o interesse pelo estudo
Na maioria das vezes o estudo não é visto com bons olhos, pois ocupa um tempo em que a criança poderia brincar, assistir à TV, jogar no computador, entre outros. Então, é recomendável que os pais estimulem seu filho a desempenhar a tarefa diariamente destacando os ganhos em aprendizagem que seu filho pode ter com essa atividade.
 
Andréa acrescenta ainda que é importante a família estar atenta a questões de saúde que podem influenciar na aprendizagem como a deficiência visual, auditiva, distúrbio do sono e ansiedade. Outro aspecto fundamental é a família também demonstrar interesse e entusiasmo pela produção da criança. Incentivar o filho a interpretar, avaliar e sintetizar a tarefa e assim trocarem ideias sobre o aprendizado.
 
Certamente, existem muitas outras dicas para incentivar as crianças e adolescentes a criarem o hábito do estudo em casa, mas essas sem dúvida auxiliarão os estudantes em sua formação acadêmica. Sem contar que a atividade é uma prática necessária para integrar família e escola.

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados