• Início
  • Notícias
  • UFGD forma 40 profissionais em Pedagogia nos municípios de Japorã, Bataguassu e Miranda

UFGD forma 40 profissionais em Pedagogia nos municípios de Japorã, Bataguassu e Miranda

Na tarde desta sexta-feira (25/02), 40 acadêmicos dos municípios de Japorã, Bataguassu e Miranda receberão da Universidade Federal da Grande Dourdos (UFGD) o título de licenciados em Pedagogia. A cerimônia de colação de grau acontecerá em ambiente virtual e será transmitida no canal oficial da UFGD na plataforma YouTube, a partir das 13h30.
 
Em 2017, a Faculdade de Educação a Distância (EaD) da UFGD abriu turmas do curso de Pedagogia, por meio do programa da Universidade Aberta do Brasil (UAB), em caráter temporário. Através de convênio com as prefeituras, foram estabelecidos polos de ensino onde aconteciam as provas e outras atividades presenciais do curso. Para moradores desses municípios, os cursos na modalidade EaD são uma oportunidade de cursar uma faculdade pública, gratuita e de qualidade.
 
“Me formei no Ensino Médio em 2000 e, desde então, tentei várias vezes ingressar em um curso universitário. Fiz várias tentativas, provas do ENEM, só que, mesmo sendo aprovada, não formavam salas para os cursos escolhidos, aqui no meu município. Dessa maneira, no final de 2016, uma amiga me indicou o vestibular da UFGD para Pedagogia, onde ingressei. E aqui estou muito feliz por ter concluído o curso por e fazer parte deste seleto quadro de profissionais que fazem a base para a formação de todos os outros profissionais”, relata Anaí de Freitas dos Santos, comerciária, que cursou a faculdade no polo de Miranda. 
 
Além de democratizar o acesso ao ensino nos municípios de interior, a modalidade a distância também é uma opção para as pessoas que já estão no mercado de trabalho e que dispõem de menos tempo para se deslocar ao ambiente universitário. “Um dos motivos pelos quais escolhi a modalidade EaD foi a flexibilidade nos horários de estudo, pela praticidade de poder fazer as atividades a qualquer momento e a qualquer hora, pois só era preciso ter um celular, tablet ou computador conectado à internet. Isso facilitou bastante durante todo tempo de curso”, diz a formanda em Pedagogia, Ana Paula Antunes Varela, que cursou a graduação no polo de Miranda. 
 
Micael Nunes da Silva é servidor público municipal e cursou Pedagogia no polo do município de Bataguassu. Ele enfatiza que, se por um lado a modalidade EaD facilita o acesso para o ensino superior, por outro lado, o curso à distância exige muita responsabilidade do estudante. “Todos dizem que faculdade EaD é fácil, mas só quem cursa sabe como é necessário ter dedicação e comprometimento. A pessoa que não tiver responsabilidade para fazer as atividades, cumprir prazos, estudar, não consegue concluir o curso”, avalia Micael. Após vencer a etapa da graduação, ele já pensa em se inscrever em cursos de especialização, também na modalidade EaD, com o objetivo de agregar ao seu currículo experiência acadêmica e profissional.

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados