• Início
  • Notícias
  • Santos vence Botafogo na Vila e mantém perseguição ao G6 do Brasileirão

Marinho teve outra boa atuação, mas desta vez parou no goleiro e no travessão

Santos vence Botafogo na Vila e mantém perseguição ao G6 do Brasileirão

Por Rogério Vidmantas
Imagem: Twitter Oficial/Santos FC
Soteldo, com um golaço, e Bruno Marques marcaram os gols do Peixe, com Pedro Raul descontando
 
O Santos emendou a segunda vitória seguida no Campeonato Brasileiro e segue perto da zona de classificação para Libertadores 2021. Jogando em casa neste domingo (17) pela 30ª rodada, o Peixe venceu o lanterna Botafogo por 2 a 1 e afundou ainda mais os cariocas na zona de rebaixamento. Soteldo abriu o placar com um golaço de voleio aos três minutos, mas Pedro Raul empatou para os cariocas de pênalti ainda no primeiro tempo. Na etapa final, Bruno Marques sacramentou o triunfo dos donos da casa (veja abaixo). Com o resultado, os santistas subiram para o oitavo lugar, com 45 pontos. Já o clube da Estrela Solitária segue em último, com 23. 
 
O jogo
 
O Santos começou em cima do Botafogo e abriu o placar rapidamente na Vila Belmiro. Logo aos três minutos, Diego Pituca chutou e a bola sobrou para Soteldo, que dominou e bateu de voleio para fazer um golaço. O gol deixou o jogo equilibrado, mas era o Peixe que chegava com mais perigo - aos 14, Diego Loureiro defendeu falta cobrada por Marinho. Já aos 22, Laércio finalizou sobre a trave. Os cariocas também ocupavam o ataque, mas criavam pouco - isto até os 44, quando Matheus Babi invadiu a área, foi derrubado e viu a arbitragem marcar o pênalti. Na cobrança, Pedro Raul mandou no canto direito e igualou o marcador.
 
No segundo tempo, a pressão foi toda do Santos em busca do gol da vitória. Depois de minutos iniciais mais calmos, o Peixe chegou com perigo aos dez, em batida de Kaio Jorge na rede pelo lado de fora. Aos 13, Marinho atingiu o travessão em cobrança de falta. O atacante santista, aliás, assustou novamente neste fundamento aos 19, mas parou em grande intervenção de Diego Loureiro. O arqueiro do Botafogo também efetuou defesa providencial em cabeceio de Bruno Marques, aos 29.
 
A primeira boa chance dos botafoguenses na segunda etapa aconteceu aos 31, em chute cruzado de Pedro Raul que parou no arqueiro. No entanto, o Santos não desistiu de atacar e foi recompensado. Aos 36, em mais uma jogada pela esquerda com Soteldo, Bruno Marques subiu e testou no contrapé do goleiro para recolocar o Peixe na frente. Os cariocas até balançaram a rede aos 43 com Matheus Nascimento, mas a arbitragem pegou posição irregular do jovem jogador e invalidou o lance. Já nos acréscimos, Marinho poderia ter feito o terceiro, mas acertou a trave. Apesar disso, a vitória ficou com os donos da casa. 
 

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados