Na reunião foram debatidas propostas dos setores econômicos e projetos do Governo do Estado

Setor produtivo debate demandas com deputados e governo

Imagem: Wagner Guimarães
Com o objetivo de debater diversos assuntos de interesse do setor produtivo do Estado, o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul Paulo Corrêa (PSDB) se reuniu ontem com Sérgio Longen, presidente da Fiems (Federação das Indústrias), e com os secretários de Governo e Gestão Estratégica Eduardo Riedel e de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar Jaime Verruck.
 
Entre os assuntos abordados na reunião estavam o Programa de Recuperação de Créditos Fiscais do ICMS, denominado Refis, a regularização dos incentivos fiscais concedidos ao segmento metalmecânico, o Programa de Fomento à Geração de Energia Solar Fotovoltaica e a proposta do novo FAI (Fundo de Apoio à Industrialização).
 
Para o presidente da Fiems, são necessárias ações para a retomada do crescimento econômico de Mato Grosso do Sul. “Trouxemos algumas propostas para a Assembleia Legislativa, uma delas é o um Refis que contemple de 2019 até meados de 2020. São necessárias também ações que impactem no Imposto sobre a Transmissão Causa Mortis e Doação [ITCD], para que a gente tenha condições mais claras de pagamentos, Refis de Fundersul também, e um novo FAI para as empresas que não conseguiram cumprir o termo de acordo em razão da pandemia”, ressaltou.
 
"A agenda que foi colocada pelo setor produtivo, indústria, agricultura, comércio, serviço, junto aos empresários aqui na Assembleia Legislativa, com a presença do Poder Executivo, é uma pauta ampla. O Fundo de Apoio à Industrialização é instrumento de apoio à industrialização do Estado, mas a pauta é de retomada de competitividade, e envolve uma série de aspectos em relação a tributos”, afirmou Riedel.
 
Ele continuou: “Mato Grosso do Sul sai deste ano de maneira extremamente positiva, ano muito difícil de pandemia, de queda na atividade, mas é o Estado que vai ter o maior crescimento do Brasil, um Estado fortalecido”, afirmou.

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados