• Início
  • Notícias
  • Pandemia e sobrecarga no trabalho da mulher-advogada é debatida em live

Objetivo da live foi colocar em evidência a situação enfrentada pelas mulheres

Pandemia e sobrecarga no trabalho da mulher-advogada é debatida em live

Imagem: Divulgação
 
Dando sequência à série de lives temáticas que estão auxiliando a advocacia e sociedade em geral nesse período de quarentena, o advogado e professor da Uems Wander Medeiros debateu, através do canal do Youtube, com três advogadas destaques na profissão a ‘Pandemia e sobrecarga no trabalho da mulher Advogada: desafios e perspectivas’.
 
De acordo com Wander, o objetivo foi colocar em evidência a difícil situação enfrentada pelas mulheres. “Com a exposição da realidade vivida por elas, esperamos que haja mais empatia, principalmente por parte dos homens”, destacou Medeiros.
 
Participaram da live a advogada, Conselheira Federal, presidente da Comissão Nacional da Mulher Advogada da OAB Nacional e professora da UFBA Daniela Borges; a advogada, especialista em Direito Trabalhista e Previdenciário, secretária eral adjunta da OAB/MS, coordenadora nacional da União das Advogadas do Brasil e ativista de movimentos na defesa dos direitos das mulheres Eclair Nantes, e a advogada, vice presidente da OAB 4ª Subseção, presidente da ANA, integrante da Comisão Nacional de Direitos Sociais OAB, Raíssa Moreira.  
 
Foram abordados temas como machismo enraizado na sociedade, compartilhamento de tarefas em casa, cuidado com os filhos. As participantes elogiaram Wander Medeiros pela escolha do tema e destacaram que é com a participação dos homens que a classe feminina poderá alcançar a tão sonhada igualdade de gênero.
 
“É importante que a classe masculina esteja também nessa luta de valorização das mulheres, não queremos ser melhores que os homens, queremos igualdade”, afirmou Daniela Borges.
 
Elas destacaram que nesse período está havendo um excesso de atividades para as mulheres advogadas principalmente as que são mães. “Sempre houve uma cobrança maior de coisas para mulheres. Desde cedo somos vítimas da ditadura de beleza, se não estivermos muito bem arrumadas não somos bem vistas na profissão. Em casa a mãe é que fica responsável por ajudar na tarefa das crianças, ainda mais agora com as aulas online das 7h às 11h, gera um certo stress”, afirmou Eclair.
 
Raíssa Moreira lembrou que a sobrecarga no trabalho da mulher sempre existiu, porém nesse período está ainda mais intensa. “Não são todas as famílias que os maridos aceitam o compartilhamento de tarefas. Geralmente a função de cuidar das crianças fica para as mulheres. Agora que elas estão sem ir para escola e que não é possível o auxílio das avós devido ao isolamento, as mães advogadas precisam cumprir seus prazos processuais e estão tendo que fazer isso na madrugada”, afirmou.
 
REFORMA DE SALA
 
Durante a live aconteceu o anúncio oficial da reforma da sala da OAB 4ª subseção no fórum de Dourados, que terá atenção especial voltada para os anseios das mulheres. “Teremos a sala da amamentação, toda equipada para que as mães possam amamentar e trocar seus filhos. É um lindo projeto que em breve se tornará realidade”, anunciou a advogada Fernanda Mello, membro da Comissão da Reforma, também composta por Wander Medeiros e Raíssa Moreira.

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados