• Início
  • Notícias
  • Ponto crítico da casa, banheiro requer mais atenção na limpeza

Confira dicas de especialista para manter o cômodo limpo

Ponto crítico da casa, banheiro requer mais atenção na limpeza

Por Assessoria de Imprensa
Imagem: Divulgação
Mesmo com a flexibilização da quarentena em diversas cidades brasileiras, o home office continua sendo opção para muitos escritórios. Esse tempo a mais em casa faz com que as pessoas se apeguem aos detalhes da limpeza, organização e até mesmo aos pequenos reparos do lar. Uma preocupação recorrente é com a limpeza dos banheiros, já que o cômodo, por estar sujeito a temperaturas altas, umidade e, claro, germes e bactérias, requer ainda mais atenção.
 
Renato Ticoulat, presidente da Limpeza com Zelo, rede especializada em residências, escritórios e condomínios, separou dicas de limpeza profissional em substituição à tradicional limpeza doméstica, que apenas diminui a quantidade de germes e bactérias sem eliminá-los completamente. Confira:
 
Preparando-se para limpar
Deixe para fora todos os itens como roupas, copos e lixo. Retire também qualquer obstáculo ou objetos que estejam embaixo de gabinetes ou que não possam ter contato com água e produtos de limpeza. Deixe a porta e janelas abertas, ou o exaustor ligado -caso exista-, para garantir uma ventilação adequada enquanto manuseia produtos de limpeza, pois estes podem exalar gases tóxicos que nos fazem mal.
 
Use luvas
O uso desse acessório pode evitar contaminações, alergia aos produtos e ressecamento das mãos. E uma dica importante: deve ser utilizado apenas no banheiro, jamais em outros cômodos da casa por risco de contaminação cruzada, quando levamos bactérias de um lugar para o outro.
 
Vaso sanitário
Sem dúvidas, é o que demanda maior atenção, pois tem um número imenso de contaminantes, germes e bactérias. Ele deve ser limpo com desinfetante, de preferência de categoria hospitalar, pois tem duração maior. Sempre com luvas, utiliza-se escova sanitária (lavatina é o nome técnico), para realizar a limpeza interna, além das bordas inferiores da bacia. A própria descarga auxilia no enxágue. O ideal nesta hora é direcionar a escova sanitária para a saída da água da privada e pressioná-la com força, para que o nível da água abaixe e seja possível passar o desinfetante nas partes da bacia que estão em contato com os germes e bactérias. Já para a limpeza externa da louça, uma alternativa mais ecológica é usar um limpador geral a base de peróxido de hidrogênio, com um pano de microfibra e de uso exclusivo ao banheiro.
 
Azulejos e pisos
Geralmente, as paredes do banheiro são revestidas de azulejos, que são relativamente simples de limpar - desde que higienizadas constantemente - já que é comum acumular gordura do corpo nos respingos de água durante o banho. O uso mais adequado é de uma fibra de uso geral com detergente desengraxante (produtos à base de pinho são mais recomendados) pois retiram manchas, inclusive do rejunte, tanto das paredes, quanto dos pisos. É importante retirar qualquer resíduo de produtos e, se possível, não deixar água parada, pois isso costuma causar manchas.
Chuveiro
Sim, ele também precisa ser limpo! Aplique o produto de sua preferência - detergente, ou sapólio são boas opções - e deixe agindo por 10 a 15 minutos. Enxague a seguir, de preferência com água quente, do próprio chuveiro e seque bem. Em caso de manchas ou ferrugem, é necessário usar um limpador feito para eliminar cálcio e calcário. Sempre seque a área do chuveiro depois de usá-la, para que mofo e bolor não se acumulem nessa área entre as faxinas.
 
Pias, cubas e metais
Por inevitavelmente acumular água nesses locais, a limpeza neles também deve ser frequente. É possível que um pouco de lodo fique acumulado e, nesse caso, aplique sapólio e deixe agir por 10 a 15 minutos, assim ajudará a soltar a sujeira e fará com que o trabalho de esfregar seja bem mais leve. Embora a pia seja do mesmo material do vaso, não é recomendado utilizar a mesma bucha. Sapólio ou polidor de metais é um ótimo produto para dar brilho às peças, além de ter efeito desinfetante. A limpeza da pia e da cuba deve ser feita com detergente desengraxante diluído com água, e somente depois disso, passar desinfetante. Pouca gente sabe, mas não devemos limpar superfícies diretamente com desinfetante, porque ele reage sobre superfícies com sujeira. Nunca use produtos abrasivos, esponjas com o lado áspero ou palha de aço nos itens de porcelana, pois podem deixá-los com acabamento opaco.
 
Box e ralos
Os vidros, incluindo o espelho, podem ser limpos com o lado macio da bucha, ou um pano de microfibra, com detergente desengraxante e água morna, tanto do lado de dentro, como de fora, mas é importante enxaguar bem para evitar manchas. Um pouco de detergente desengraxante misturado na água faz com que eles fiquem brilhantes. Existe um pano de microfibra muito fino chamado cristal que, ao ser usado depois de todo este procedimento, dá um polimento final excepcional.  Já os ralos, principalmente do box, costumam juntar fios de cabelo, pelos e resíduos de produtos que utilizamos no banho. O ideal é fazer a limpeza com escova de cerdas duras, com desinfetante. É importante enxaguar bem e evitar que resquícios dos produtos fiquem nas superfícies.
 
Outras dicas
Para que o banheiro esteja sempre livre de odores, é recomendado retirar o lixo todos os dias e mantê-lo sempre bem arejado e com as janelas abertas, o que também evita a formação de mofo. Nos ralos sifonados, que são aqueles maiores e que recebem a água da privada e da pia, pode-se jogar desinfetante para eliminar odores vindos das tubulações. Este ralo também tem uma rosca que precisa ser verificada frequentemente, pois 90% do mau cheiro acontece por problemas em sua fixação. Preste atenção aos produtos utilizados: alguns podem ser prejudiciais, tanto à saúde, quanto ao meio ambiente. Além disso, misturar dois produtos ou mais é perigoso, uma vez que a junção de seus componentes pode produzir gases nocivos. Em caso de alergias, é importante procurar ajuda médica.

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados