• Início
  • Notícias
  • Clubes prestam solidariedade a Vadão, ex-técnico da seleção feminina

Treinador de futebol está internado no Albert Einstein, em São Paulo

Clubes prestam solidariedade a Vadão, ex-técnico da seleção feminina

Por Cláudia Soares Rodrigues
Agência Brasil
Imagem: CBF
Diversos clubes do futebol brasileiro vêm manifestando solidariedade ao técnico Vadão, ex-treinador da seleção brasileira feminina de futebol. Vadão, de 63 anos, está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Albert Einstein, em São Paulo (SP), por causa de complicações decorrentes de um câncer no fígado, diagnosticado no início deste ano. Somente ontem (20) a notícia da internação veio a público.
Com forte ligação com o interior paulista -  principalmente com  a Ponte Preta e o Guarani - o Senhor dos Dérbis, como é conhecido, recebeu mensagens de apoio, no Twitter, de ambas as instituições.
“O técnico Osvaldo Alvarez, mais conhecido como Vadão, está passando por um momento complicado de saúde. Nos momentos bons e ruins de nossa história, sempre estivemos juntos e, agora, não será diferente. A Maior do Interior está contigo, Vadão! #ForçaVadão”, desejou o Bugre ao treinador que participou da campanha do vice-campeonato da Série B.
A Macaca publicou: "“A Ponte Preta deseja melhoras ao técnico Vadão e se une à família e amigos, torcendo por uma rápida recuperação do treinador que trouxe tantas alegrias à torcida pontepretana. Força, Vadão! Estamos com você. #JogamosJuntos”.
O clube XV de Piracicaba, também do interior paulista, também lembrou do profissional.
“Campeão brasileiro da série C de 1995 pelo Nhô Quim, o técnico Osvaldo Alvarez, o Vadão, passa por um momento complicado de saúde e o Alvinegro Piracicabano torce pela recuperação do vitorioso treinador. Estamos com você, professor! ForçVadão".
Do Sul do país, o Criciúma - campeão catarinense em 2013 - demonstrou carinho na mensagem. 
“Vadão, o nosso técnico campeão Catarinense de 2013, está internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Logo você vai estar fazendo o que mais gosta de novo! Força, professor! Estamos com você!”
Athletico-PR e São Caetano, clubes já defendidos por Vadão, também enviaram recados de otimismo. Já a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), até o fechamento desta matéria, ainda não havia feito menção nas redes sociais. Vadão teve duas passagens pela seleção feminina em competições importantes. A primeira delas foi na Olimpíada Rio 2016, em que o Brasil terminou em quarto lugar. O último trabalho no comando da seleção foi ano passado, na Copa do Mundo (França): as brasileiras seguiram até as oitavas de final, quando perderam para as anfitriãs. 
Vadão também trabalhou no Corinthians, Goiás, Bahia, Vitória, São Paulo e Mogi Mirim. Nesta última, a equipe sob seu comando ficou conhecida como Carrossel Caipira, no início do anos de 1990.  

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados