• Início
  • Notícias
  • Campanha nacional de vacinação contra poliomielite inicia hoje

Dourados manterá 12 pontos de vacinação, em unidades de saúde da cidade e distritos; Dia D de mobilização nacional será no sábado

Campanha nacional de vacinação contra poliomielite inicia hoje

Começam hoje (5) e se estendem até o dia a 30 de outubro, as campanhas Nacional de Vacinação contra a Poliomielite, Nacional de Multivacinação para Atualização da Caderneta de Vacinação das crianças e adolescentes até 15 anos de idade e Nacional de Vacinação contra o Sarampo para a população de 20 a 49 anos de idade.
 
Em Dourados, a Secretaria Municipal de Saúde desenvolverá as ações de vacinação através dos serviços de Atenção Primária a Saúde (Unidades de Saúde) em conjunto com a Vigilância em Saúde (Núcleo de Imunização) no período de 5 a 30 de outubro, tendo o dia 17, como o dia “D” de mobilização nacional.
 
As unidades de saúde estarão aptas para os atendimentos das crianças e adolescentes em sua rotina de atendimento, de segunda à sexta-feira, das 07h às 17h, à exceção das unidades Cachoeirinha, Vila Índio e Santo André, que têm seus atendimentos como referência nas síndromes gripais.
 
Em relação aos atendimentos para o dia D (17/10), o município contará com a estratégia de ofertar vacinação em pontos referenciados com horários diferenciados. O atendimento será das 8h até 17h nas unidades de saúde do Izidro Pedroso, Vila Rosa, Seleta, Novo Horizonte, Altos do Indaiá, Idelfonso Pedroso, Parque II, Cuiabazinho e Maracanã.
 
Nas unidades de saúde dos distritos de Vila Vargas, Ithaum e Vila Formosa/Macaúba o atendimento será das 08h até 13h.
 
As campanhas têm como objetivos reduzir o risco de reintrodução de diversas doenças no país, além de oportunizar o acesso às vacinas, atualizar a situação vacinal, aumentar as coberturas vacinais, diminuir a incidência das doenças imunopreveníveis e contribuir para o controle, eliminação e/ou erradicação dessas doenças.
 
Diante do cenário do novo corona-vírus (Covid-19), a Gerência do Núcleo de Imunização destaca a necessidade de vacinar o maior número possível de crianças e adolescentes, adotando-se todas as medidas de proteção amplamente divulgadas, para diminuir o risco de contágio da doença tanto entre os trabalhadores da saúde e a população.

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados