Empate na Vila pouca altera situação dos dois times que estão agora com posições ameaçadas

Santos e São Paulo empatam na Vila em jogo de quatro gols

Por Rogério Vidmantas
Imagem: Rubens Chiri/São Paulo FC
Madson e Marinho marcaram os gols do Peixe e Gabriel Sara anotou os dois do Tricolor
 
Clássico San-São de muitos gols, mas sem vencedor pelo Campeonato Brasileiro. Pela décima rodada, neste sábado (12), na Vila Belmiro, Santos e São Paulo ficaram no 2 a 2, resultado que deixa os dois times com posições ameaçadas na classificação. Gabriel Sara marcou os dois gols do Tricolor que ficou duas vezes na frente, mas Madson e Marinho igualaram para o Peixe (veja abaixo).
 
Com o empate, o São Paulo perdeu a chance de colar ainda mais no líder Internacional e aparece momentaneamente no segundo lugar da tabela, com 18 pontos, mas ameaçado por Flamengo, Palmeiras e Atlético-MG na sequência da rodada. O Peixe, com 15, ocupa a sexta posição, mas pode ser ultrapassado pelo Vasco da Gama.
 
O jogo
 
O clássico começou com o São Paulo tomando iniciativa na Vila, pressionando a saída de bola do Santos, o que logo resultou no primeiro gol. Aos sete minutos, Luan Peres foi desarmado por Gabriel Sara, que ficou na cara de João Paulo e finalizou no cantinho para tirar do goleiro e fazer 1 a 0. O Peixe, tentando sair da pressão alta, conseguiu o empate em jogada de bola parada. Aos 29, Carlos Sánchez cobrou escanteio na grande área e Madson subiu bem para cabecear e deixar tudo igual. 
 
O ritmo da partida ficou ainda mais agitado, com os dois times criando boas chances, mas foi a equipe são-paulina que levou a melhor aos 37. Novamente com liberdade para invadir a área, Gabriel Sara iniciou a jogada e lançou Igor Vinícius, que cortou para trás e cruzou rasteiro na área. O meia chegou batendo de primeira, colocado, no canto esquerdo de João Paulo que ainda tocou na bola, mas não evitou o segundo gol tricolor. 
 
Em desvantagem no placar, o Santos voltou para o segundo tempo buscando mais o ataque. Logo no primeiro minuto, Soteldo roubou a bola de Diego na esquerda, e cruzou na medida para Sánchez, que cabeceou com perigo muito perto da trave são-paulina. Depois, em falta de ataque, a bola sobrou para Lucas Braga, parado na defesa de Tiago Volpi. O Peixe seguiu tentando e, aos 20, Lucas Lourenço tabelou com Pituca na entrada da área e chutou forte de direita, perto de Volpi. 
 
Após alguns minutos de paralisação por queda de energia nos refletores da Vila Belmiro, o time da casa conseguiu o empate quase no fim do jogo. Aos 45 minutos, Marinho cobrou falta da intermediária, mandando uma bomba de canhota que pegou Tiago Volpi no contra-pé para fazer 2 a 2 e dar números finais ao clássico.
 

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados