• Início
  • Notícias
  • Palmeiras bate Corinthians nos pênaltis e comemora Paulistão após 12 anos

Palmeiras comemorou o título paulista de número 23

Palmeiras bate Corinthians nos pênaltis e comemora Paulistão após 12 anos

Por Rogério Vidmantas
Imagem: Agência Palmeiras
Verdão saiu na frente. sofreu empate no último lance mas contou com Weverton no desempate
 
Depois de três anos alvinegro, o Campeonato Paulista mudou de cor. Neste sábado (8), na decisão do principal campeonato estadual do país, o Palmeiras, nos pênaltis, venceu o então tricampeão Corinthians e levantou a taça após 12 anos de jejum. O jogo terminou em 1 a 1 nos 90 minutos, com gols de Luiz Adriano e de Jô, cobrando pênalti já aos 50 do segundo tempo. No desempate, brilhou o goleiro Weverton com duas defesas e vitória verde por 4 a 2 (Veja os melhores momentos abaixo).
 
A conquista foi a 23ª do Palmeiras no Paulista, sete e menos que o rival, que segue como o maior vencedor da competição. O Santos tem 22 e o São Paulo, que não é campeão estadual há 15 anos, tem 21.
 
O jogo
 
Os dois times entraram em campo a fim de apagar a má impressão deixada com péssimo jogo de ida que terminou sem gols em Itaquera. Aos seis minutos, a primeira grande chance do Palmeiras com infiltração de Zé Rafael pela esquerda. O meia caiu na hora do cruzamento, mas mesmo deitado, conseguiu rolar a bola para chute a queima-roupa de Willian que parou em excelente defesa de Cássio. O Corinthians responde três minutos depois em bola levantada na área que Jô consegue cabecear, mas para fora.
 
Aos 27, após uma saída errada do Verde, Luan avançou e serviu Jô na área. O atacante precisou concluir duas vezes para mandar a bola para a rede, mas o lance foi invalidado por impedimento. Depois, o Palmeiras teve chance em cobrança de falta que Patrick de Paula não aproveitou.
 
No segundo tempo, o Palmeiras voltou melhor e aos três minutos ficou na frente. Pela esquerda, Matias Viña recebeu e fez cruzamento perfeito para Luiz Adriano, entre dois marcadores, subir e cabecear no canto de Cássio, sem chance de defesa, abrindo o placar no Allianz Parque. O Verdão quase ampliou aos dez minutos em cobrança de falta pela esquerda de Rony. A bola desviou em Éderson e quase tirou Cássio da jogada, mas o goleiro corinthiano conseguiu se recuperar e fazer a defesa. 
 
O Timão teve a chance do empate aos 22 após Luan ficar com a sobra em rebote da zaga palmeirense. O meia lançou para Jô na área mas, na hora da conclusão, Marcos Rocha conseguiu tocar na bola antes da conclusão do atacante, que chegou a ameaçar reclamar de falta no lance, ignorado pela excelente arbitragem de Luiz Flávio de Oliveira.
 
Depois o Palmeiras tentou administrar a vantagem até o fim, e quase conseguiu. Mas no último lance, veio o gol de empate. Cássio chutou a bola na área verde, a zaga não conseguiu afastar e a bola sobrou pra Jô. O atacante usou o corpo para dominar e, afobado, Gustavo Gómez cometeu pênalti. O próprio Jô foi para cobrança e acertou o cantinho de Weverton, que chegou a tocar na bola, mas não evitou o empate em 1 a 1, levando a disputa para os pênaltis.
 
Weverton brilha
 
Nas cobranças, o Palmeiras teve mais competência e contou com a estrela de Weverton. O goleiro palmeirense defendeu as cobranças de Michael, a primeira, e de Cantillo, a terceira. Sidcley, Danilo Avelar e Jô converteram. Pelo Palmeiras, Bruno Henrique bateu a primeira e parou em Cássio. Mas Raphael Veiga, Gustavo Scarpa, Lucas Lima e Patrick de Paulo foram precisos e garantiram a vitória por 4 a 3 e o título verde.
 

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados