• Início
  • Notícias
  • HU promete ativar mais 15 leitos de UTI para atender pacientes com covid

HU promete ativar mais 15 leitos de UTI para atender pacientes com covid

Por Da redação
Imagem: Divulgação
Entre as mais recentes vitimas do coronavírus está o médico pneumologista Antonio Carlos Monteiro, de 59 anos
 
Mais quatro mortes pelo novo coronavírus foram confirmadas ontem em Dourados. Com isso, a segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul chegou a 42 óbitos por covid-19. O município, que liderou em número de casos positivos em junho, ocupa o primeiro lugar no ranking estadual de mortes em decorrência da doença.
Entre as mais recentes vítimas do coronavírus em Dourados está o pneumologista Antônio Carlos Monteiro, 59. É o terceiro médico a morrer na cidade desde a semana passada com covid-19. Bastante conhecido em Dourados, onde atendia em hospitais públicos e particulares.
De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, o pneumologista estava internado na UTI do Hospital Evangélico desde o dia 28 de junho. Obeso e com hipertensão, Monteiro apresentou sintomas no dia 25 do mês passado e três dias depois a doença foi confirmada. A morte ocorreu ontem à tarde.
No dia 1º deste mês, o médico Miguel Yoneda, 74, morreu depois de passar vários dias na UTI do HU (Hospital Universitário). Já na segunda-feira (6), a vítima foi o cardiologista Dirceu Ferreira Guimarães, 83.
Mais mortes
A outra vítima de ontem foi um idoso de 89 anos, sem comorbidades relatadas. Ele apresentou os sintomas no dia 17 de junho e foi internado no dia 24, no Hospital da Vida, onde morreu.
Com as mortes do médico e do idoso, Dourados soma quatro óbitos por covid-19 entre quarta-feira e ontem. As outras duas vítimas foram duas mulheres, de 84 e 31 anos, a mais jovem uma venezuelana que morava na cidade.
Moradora no distrito de Indápolis, a idosa, sem comorbidades relatadas, morreu na tarde de quarta-feira. Ela começou a apresentar os sintomas no dia 4 de junho e foi internada no dia 26 no Hospital Santa Rita. Teste rápido deu positivo para covid-19. No dia 29 ela foi transferida para a UTI. A contraprova por exame molecular ocorreu no dia 4 deste mês.
A outra vítima foi uma venezuelana de 31 anos, residente em Dourados. Com diabetes e obesidade, ela começou a sentir os sintomas na segunda-feira desta semana e foi levada para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento).
Na terça-feira foi transferida para o Hospital Evangélico, onde morreu ontem. Material para exame molecular foi coletado na segunda-feira e o resultado positivo saiu ontem.
Em transmissão ao vivo ontem na página da prefeitura no Facebook, o Comitê de Gerenciamento de Crise da Covid-19 informou que Dourados chegou a 3.220 casos positivos do novo coronavírus, 85 a mais nas últimas 24 horas. De quarta para ontem, 137 exames foram descartados. São 1.889 infectados já recuperados, 101 a mais que anteontem.
Outros 1.267 douradenses com o vírus estão em isolamento domiciliar e 25 moradores estavam internadas até ontem, sendo 11 em enfermaria e 14 em UTI. A cidade tem ainda outros 26 pacientes de fora internados, sendo 12 em leitos de UTI e 4 em enfermaria.
ESTADO
Sem contar as quatro mortes de Dourados, que vão entrar apenas hoje no boletim estadual, Mato Grosso do Sul chegou ontem a 136 mortes por covid-19. Foram 608 exames positivos nas últimas 24 horas e o número de casos confirmados da doença no Estado chegou a 11.671.
Dos 11.671 casos positivos, 3.679 estão em isolamento domiciliar, 7.629 estão sem sintomas e já estão recuperados e 239 estão internados, sendo 129 em hospitais públicos e 110 em hospitais privados. Doze pacientes internados em MS são procedentes de fora do Estado.

Faça um comentário

Último boletim da Prefeitura de Dourados