Diário MS
Get Adobe Flash player

HU receberá até 5 pacientes para desafogar a Santa Casa

Após a visita do prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, na Santa Casa e no Hospital Universitário no último domingo (15), foi marcada para a manhã de hoje (17), na Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) uma reunião com representantes das duas instituições para organizar o sistema de atendimento e regulação. Na ocasião, ficou decidido que a partir desta tarde, o HU receberá ao menos cinco pacientes de baixa e média complexidade no setor de ortopedia, para desafogar a Santa Casa.

 

De acordo com o diretor técnico da Santa Casa, José Roberto Souza, diariamente aguardam para fazer cirurgia ortopédicas no hospital cerca de 30 pessoas. “Deste número, pelo menos a metade pode ser transferida para o Hospital Universitário. Não temos como mandar todos hoje, pois tem um limite de transferência de cinco pessoas por dia”, explica.

 

Questionado se a atitude resolverá o problema de superlotação na Santa Casa, José Roberto, afirma que o ato ajudará bastante. “Mas, como é um número dinâmico a gente não tem noção ainda se isso resolverá nosso problema”.

 

No início, o Hospital Universitário receberá os paciente da Santa Casa que estão na fila de espera por cirurgia ortopédica, mas a regulação será feita pela prefeitura de Campo Grande. Nesta terça-feira, estão aguardando na fila da pré-ortopedia por cirurgia 21 pacientes. O setor tem capacidade para sete pessoas.

 

Estavam presentes na reunião, o diretor técnico da Santa Casa, José Roberto Souza, a superintendente do HU, Andreia Antoniolli, o chefe da ortopedia do HU, Roberto Antoniolli, a diretora técnica do HU, Ana Lúcia, o chefe da Sesau, Marcelo Vilela, o coordenador de urgência da Sesau, Yama Higa, o chefe do Samu, André Brito, entre outros representantes da saúde.