Diário MS
Get Adobe Flash player

Governo do Estado investe R$ 11 milhões na ampliação da Santa Casa de Corumbá

REPASSE| Reinaldo Azambuja visitou a cidade e anunciou a construção de um novo complexo hospitalar

Chico Ribeiro

Reinaldo visita a área do novo complexo hospitalar da Santa Casa, ao lado do prefeito Ruiter Cunha

A saúde pública em Mato Grosso do Sul dará um grande avanço na regionalização da rede de atendimento e melhoria dos serviços à população com os investimentos que o Governo do Estado fará em Corumbá. O governador Reinado Azambuja, que visitou a cidade na terça-feira (11), anunciou a construção de um novo complexo hospitalar, anexado à Santa Casa, onde o Estado aplicará R$ 11 milhões com recursos próprios.

A garantia da reestruturação da saúde pública no município pelo Estado muda completamente o atendimento hoje feito, melhorando as condições dos serviços de média e alta complexidade, novos equipamentos, novo prédio do pronto socorro, reativação do centro obstétrico da maternidade, a implantação da UTI neonatal e com mais 50 novos leitos. Também será implantado um centro ortopédico, outra deficiência da região.

 

Nova estrutura

 

Em visita à Santa Casa, acompanhado dos secretários estaduais Eduardo Riedel (Governo e Gestão Estratégica), Nelson Tavares (Saúde) e Jaime Verruck (Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) e do prefeito Ruiter Cunha, Azambuja disse que a construção de uma nova unidade hospitalar aproveitando a antiga estrutura da Santa Casa é o projeto mais viável e fundamenta a lógica da descentralização da rede de saúde.

“Nos 40 anos de Mato Grosso do Sul os governos anteriores centralizaram o atendimento em saúde apenas em Campo Grande, estamos implantando uma lógica de atendimento regionalizado, que vai desafogar a Capital e garantir serviços de qualidade a nossa população”, declarou, reafirmando compromisso de estruturar a rede de saúde nos 11 polos regionais, que inclui os hospitais regionais de Três Lagoas e Dourados, o primeiro já com ordem de serviço.

Com a proposta de adequação e ampliação do hospital corumbaense, construído em 1904, está prevista a construção de um novo pronto socorro entre as ruas América e 7 de Setembro, que custará R$ 3,9 milhões e terá uma área física de 1.021 metros quadrados e estrutura para urgência e emergência de toda a região. A reforma do atual prédio do hospital inclui a construção de uma nova recepção geral, que atenderá ao novo complexo.

 

Benefícios

 

Segundo o secretário Nelson Tavares, que assinou o convênio com o prefeito Ruiter Cunha, as obras serão executadas simultaneamente e os recursos já estão assegurados. “Vamos adequar a atual estrutura do hospital ao novo projeto, que promoverá grandes transformações estruturais, as quais vão permitir melhor atendimento, novas especialidades complexas e ainda maior eficiência”, explicou ele.

O secretário municipal de Saúde, Rogério Santos Leite, os serviços de ginecologia, cardiologia, cirurgia geral e ortopedia serão contemplados com o novo complexo hospitalar. “Vamos reduzir a ida de pacientes para Campo Grande, principalmente nas áreas de ortopedia e obstétrica”, apontou. “Somente este mês já tivemos 12 procedimentos em ginecologia encaminhados para a Capital.”

Acompanharam o governador e o prefeito corumbaense à visita ao futuro complexo hospitalar da Santa Casa os deputados estaduais Beto Pereira, Onevan de Matos e Felipe Orro.