Diário MS
Get Adobe Flash player

Em novo espetáculo, Avatz discute conflitos da juventude na fronteira

“TIRE-ME DAQUI” terá temporada de estreia nos dias 15 a 19 de junho, às 20h10, na Caixa Preta do Núcleo de Artes Cênicas da UFGD, na Cidade Universitária; projeto tem apoio da Fundação de Cultura de MS e entrada é gratuita

ALBANO PIMENTA

A peça “TIRE-ME DAQUI” transita entre o teatro e a linguagem audivisual para refletir sobre jovens em busca de respostas

A companhia Avatz realiza a temporada de estreia do seu novo espetáculo, “Tire-me daqui”, de 15 a 19 de junho, às 20h10, na Caixa Preta do Núcleo de Artes Cênicas da UFGD, na Cidade Universitária. A entrada é gratuita. A direção e a dramaturgia são de Vinnie Oliveira, que integra o elenco composto também por Danilo Raldi, Joisce Dias, Jorge Nilson e Zezinho Martins.

 

O espetáculo é uma fuga frenética, perturbada e conflituosa sobre três jovens que partem por um caminho em desespero e ao mesmo tempo cheios de sonhos. Eles vão em busca de uma fronteira, onde acreditam que as respostas vão estar. Só que no trajeto se deparam com encontros inesperados, amizades não muito verdadeiras e a saudade do que passou. Aos poucos as coisas vão ficando mais claras, e diante do ápice da juventude, eles vão ter que enfrentar seus medos, a violência, e o amor em tempos de guerra.

ALBANO PIMENTA

O processo de elaboração do espetáculo partiu da escrita do texto, através da pesquisa dos atores, diretor e equipe de criação. Juntos se permitiram observar os territórios de fronteiras de Mato Grosso do Sul, que a princípio são os que estão mais próximos de casa. A partir disso foram ampliando os olhares e percebendo que as fronteiras mais distantes também precisavam ser exploradas. Foram lapidando as reflexões diante do que pesquisavam, e em meio aos conflitos de fronteiras, as guerras mais recentes, e as que passaram, encontraram um fio condutor para a dramaturgia. Criaram-se três personagens principais, que fogem em busca de seus sonhos, e a partir deles e suas reflexões é que se foi explorar um enredo que conta histórias de amor, amizade e suas fronteiras, marcadas por conflitos dos dias atuais.

Para elaborar tudo isso, juntaram-se numa mesma equipe vários profissionais de diversas áreas. São atores, iluminador, dramaturgo, cenógrafo, produtores de áudio e vídeo, que incluem profissionais das artes cênicas, música, artes visuais, arquitetura e cinema.

Vislumbra-se colocar a Avatz no cenário teatral, com obra inédita e feita para um público mais jovem, porém em busca de alcançar qualquer tipo de público que possa ter acesso ao conteúdo. A característica performativa, das artes que se chocam, estarão presentes no espetáculo. Tudo para falar de amor numa sociedade conservadora que não dá chance para as diferenças.

A peça “Tire-me daqui” tem cenografia de Jordano Valota; design de cena e adereços de Douglas Raldi; iluminação de Rodrigo Bento e Jorge Nilson e produção de Joisce Dias.

A parte audiovisual tem direção e roteiro de Albano Pimenta; equipe técnica: Ricardo Zanella, Helena S. de Moura, Leandro Sato, Carlos Rafael e Éveli Schaedler; atores convidados: Lucas Oliveira, Mateus Franco e Reginaldo Bresolin; figuração: Andreo Oliveira, Bianca Bisognin, Bruno Almeida, Gabriela Santos, Junior Souza, Maíra Bambil, Marco Aurélio Dolci, Nivia Lisboa, Rafael Lobo, Renata Viegas, Rodrigo Pera, Vanessa Franchi e Vayolla Nascimento; costureira: Tati Melo; serralheiro: Lucas Lima; design gráfico: Danilo Raldi; divulgação: Wilyam Nicolay e música “Olhos Verdes” composta por Vinnie Oliveira, Géssica Keylla e Alan Almeida.

O projeto conta com apoio da Faculdade de Comunicação Artes e Letras da UFGD, Secretaria de Cultura de Dourados, Barbearia A Banca e Ofusque Bar.