Diário MS
Get Adobe Flash player

Com Maracanã cheio, Flamengo busca vitória sobre o Atlético-PR pela Libertadores

Marcio Dolzan (AE)

Arquivo

Flamengo e Atlético Paranaense voltam a se enfrentar nesta quarta, pela Libertadores

Com casa cheia, mas com a pressão por uma vitória, o Flamengo recebe o Atlético Paranaense, nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no estádio do Maracanã, no Rio, tentando voltar à zona de classificação à próxima fase da Copa Libertadores. Com desfalques, o time do técnico Zé Ricardo encara o duelo de rubro-negros diante de um rival que vem embalado e que espera sair de campo com uma das duas vagas encaminhada.

A partida promete ser tensa para os mais de 50 mil flamenguistas que esgotaram a carga de ingressos disponibilizada pelo clube. Com três pontos, o time carioca está em terceiro no Grupo 4 e se vencer pode terminar a rodada até mesmo na liderança. Uma derrota diante dos paranaenses, contudo, pode deixar o Flamengo a quatro pontos da zona de classificação, diferença que seria preciso tirar em três jogos, dois dos quais fora de casa.

O peruano Trauco pede calma ao time e, sobretudo, à torcida. “Temos que jogar bem. Não podemos deixar que a ansiedade da torcida atrapalhe, mesmo que queiram que a equipe ataque, ataque, ataque”, disse o lateral-esquerdo. “Temos que sair (para o jogo) com mente ganhadora e jogar melhor. Quanto melhor, mais chance de ganhar”.

O Flamengo não contará com três jogadores. O atacante colombiano Berrío está suspenso, enquanto que os meias Everton e Rômulo ainda não estão completamente recuperados das lesões que os tiraram dos últimos jogos do Campeonato Carioca.

No Atlético Paranaense, o sentimento é de confiança por um bom resultado no Maracanã. “Jogar conta o Flamengo é sempre muito difícil, ainda mais na casa deles e em uma competição como essa. O estádio estará lotado, mas sabemos o que precisamos fazer”, afirmou Nikão, que prometeu que o time irá jogar pela vitória. “Não vamos lá só para marcar e sim para jogar. Esperamos conquistar um bom resultado”.